DOMINGOS BRAGANÇA ANUNCIA FECHAMENTO DA CIRCULAR URBANA

No final da reunião de Câmara de hoje (quinta-feira, dia 25), o presidente do Município anunciou o fechamento da circular urbana como uma das necessidades postas em evidência pelo Plano de Mobilidade Urbana Sustentável.

A questão suscitada pelo vereador do CDS, António Monteiro de Castro, sobre a necessidade de um amplo debate público sobre a mobilidade, a propósito do anúncio feito pelo presidente da criação de uma empresa municipal de transportes, levou a que o presidente da Câmara divulgasse que está por dias a apresentação do Plano de Mobilidade Sustentável.

“Espero ter este Plano pronto brevemente e depois vou promover um conjunto de reuniões para debate público”, afirmou o presidente. Domingos Bragança está convicto que ainda durante o mês de fevereiro, eventualmente em março se poderá iniciar esta apreciação pública do Plano de Mobilidade.

Para o vereador do CDS a solução de “criar mais uma empresa municipal” não é a que melhor responde às necessidades de mobilidade do concelho. Monteiro de Castro é de opinião que devia ser feito um estudo sobre as necessidades de transportes, e que depois deviam “ser consultados os operadores privados nesta área”. Para o vereador, democrata cristão, “a Câmara Municipal não percebe nada de transportes” e é um erro meter-se a criar uma empresa deste tipo.

Ainda no âmbito da mobilidade, o presidente da Câmara afirmou que, nas reuniões que manteve para a execução do Plano de Mobilidade Sustentável, se foi apercebendo da necessidade de fechar a circular urbana.

O novo troço da circular terá início junto à Academia de Ginástica e fará o percurso até Urgezes pela encosta da Costa, junto à zona urbana, ligando com o nó da autoestrada. A circular já não seguirá o corredor que liga à rotunda da avenida Dom João IV, que agora está ocupado pela ecovia. O presidente da Câmara fez questão de diferenciar este projeto da proposta da coligação Juntos por Guimarães, que preconizava a construção de um túnel de ligação entre a rotunda da avenida Dom João IV e a rodovia de Covas e ligação à autoestrada. “Isto não tem nada a ver com o túnel de ligação à rotunda da avenida Dom João IV, isso congestionava tudo, isso é um disparate”, disse o presidente.

Domingos Bragança deixou no ar a possibilidade de esta obra que já está em estudo, ser realizada ainda este mandato; se for enunciada como prioridade no Plano de Mobilidade e sem comprometer a realização de outras obras.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?