É DIA DE DÉRBI NO CASTELO DO REI

Guimarães já se prepara para receber o dérbi do Minho. Uma das rivalidades com mais história no nosso futebol volta aos relvados esta sexta-feira e, no Castelo, os Conquistadores querem alcançar a vitória. O Braga chega ao Berço na frente da tabela, com a liderança partilhada com o Benfica, mas o Vitória quer fazer valer o fator casa e conquistar pela segunda vez esta época os três pontos no seu reduto.

 

 

Uma das maiores rivalidades do futebol português está prestes a materializar-se no campo, pela primeira vez esta época. Esta sexta-feira, pelas 21h15, é noite de Vitória – Braga.

O histórico de confrontos entre os dois emblemas é pautado pelo equilíbrio, numa história que dura praticamente desde a fundação dos dois clubes. Separados por apenas um ano, no que à fundação diz respeito (o Braga foi fundado em 1921 e o Vitória em 1922), os dois começaram a rivalizar ainda nos campeonatos distritais. A luta pela direção da AF Braga foi o primeiro momento em que ambos se colocaram frente a frente.

Na primeira liga, defrontaram-se pela primeira vez corria a época de 1947/1948, com uma vitória para cada lado. Começou também aí o que agora vemos como equilíbrio, mas que em vários momentos não o foi. Atualmente, os Conquistadores preparam-se para o embate 118 com o Braga.

Olhando para os números, o Vitória segue na frente no que às partidas a contar para o principal escalão do futebol português diz respeito. Desses 118 jogos disputados, 48 foram vencidos pelos Conquistadores, que têm também mais golos marcados, 156, e consequentemente menos sofridos, 152.

No entanto, se abrirmos o leque a todas as competições nacionais (Taça de Portugal e Taça da Liga, para além do campeonato), vemos o Braga na frente. Aí, o total de embates assinala 131 e os arsenalistas levam 52 conquistas, contra 51 do Vitória. Também no que a golos diz respeito, é o Braga que neste momento segue na frente, com 179 marcados contra 169.

No seu reduto, os Conquistadores têm sido claramente mais fortes e dominam em todos os indicadores. Venceram em 39 das 66 vezes que receberam o Braga e marcaram praticamente o dobro dos golos: 108 marcados e 58 cedidos.

Hoje, escreve-se um novo capítulo e o Vitória quer mostrar superioridade no Castelo. Mais do que um jogo, este é provavelmente o jogo da época, o dérbi minhoto que todo o país tem curiosidade em assistir, o duelo que ambos querem vencer.

No topo da tabela segue atualmente o Braga, em igualdade pontual com o Benfica. Em sete jogos, soma cinco vitórias e depois empates, não tendo nenhuma derrota no registo. Quanto ao Vitória, ocupa a sétima posição, com três vitórias, sendo que apenas uma delas aconteceu no D. Afonso Henriques.

Ola John, Welthon e João Carlos Teixeira são baixas confirmadas no plantel de Luís Castro, que chega a este dérbi depois de um triunfo esclarecedor para a Taça de Portugal, por 0-7 frente ao Valenciano. Já o Braga também conseguiu carimbar a passagem à quarta eliminatória da Taça, mas com um triunfo pela margem mínima no terreno do Felgueiras.

Durante a semana, Guimarães foi-se preparando para o pontapé de saída desta sexta-feira e foram visíveis tarjas de apoio e incentivo em vários pontos, que apelam à história e à conquista.
Também nas redes sociais, em páginas afetas ao Vitória, já se apela à união. “Vamos mostrar o quanto é importante ganhar esta próxima batalha e apelar aos próprios jogadores que deixem o que têm e o que não têm dentro do relvado pois um ‘verdadeiro Conquistador nunca desiste’”, pode ler-se na página de facebook “Vitória sc 1922”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2018 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?