Ecopontos continuam a arder

Na madrugada de sexta-feira, dia 26 de junho, ardeu mais um ecoponto na cidade de Guimarães. Desta vez foi no cruzamento entre a rua Calouste Gulbekian e a rua Almirante Gago Coutinho, junto à Escola João de Meira. O Mais Guimarães noticiou recentemente um caso, na rua Manuel Peixoto, em Creixomil, onde um ecoponto ardido em março ainda não foi substituído.

Quando questionada sobre este assunto, a Câmara Municipal remete todas as explicações para a empresa concessionária, a Resinorte. Contactada pelo Mais Guimarães à mais de uma semana, a Resinorte continua sem dar explicações.

O mau serviço da Resinorte foi tema durante a última reunião do executivo municipal, dado azo a um raro momento de consenso entre o presidente e a oposição. Todos concordam que o serviço prestado é mau. A vereadora responsável, Sofia Ferreira, lamentou as queixas que a Câmara recebe por um serviço sobre o qual não tem responsabilidades.

Em comum, segundo os moradores, o caso agora ocorrido junto à Escola João de Meira e ecoponto ardido em Creixomil têm o facto de terem acontecido durante a noite e de as ruas estarem mal iluminadas.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?