EducaBicla já formou cerca de 7 mil crianças em Guimarães

Implementado no concelho de Guimarães desde 2015, o programa EducaBicla já deu formação a cerca de 7 mil jovens vimaranenses, entre os 12 e os 16 anos, no sentido de sensibilizar, educar e envolver os cidadãos para os modos ativos e hábitos sustentáveis, formando ciclistas e futuros ciclistas urbanos, para que pedalem de forma segura e responsável. 

 © Direitos Reservados

O ano letivo 2021/22 marca o quinto ano da implementação do EducaBicla em todas as escolas básicas do município de Guimarães, assinalado pelo regresso após um interregno de dois anos letivos, formando 1.299 alunos das 65 turmas do 6º ano de escolaridade das 16 instituições de ensino básico do concelho. Nestes cinco anos de implementação do EducaBicla, foram 6.978 o número de crianças vimaranenses formadas para a mobilidade ciclável de forma segura e responsável, adiantou o município em comunicado às redações.

O EducaBicla contribui de forma “clara para uma educação mais participada e esclarecida nas escolas e fora destas, onde educar, formar e capacitar para a bicicleta como meio de transporte é definir o processo para criar cidadãos conscientes e ativos pelo ambiente”. 

Admitindo que o desenvolvimento sustentável do ambiente depende da capacidade da comunidade em aprender a protegê-lo, o EducaBicla continua a garantir um despertar dos alunos e das suas famílias, da consciência para a bicicleta como meio de transporte, com vista ao aumento do uso das infraestruturas cicláveis já criadas e de todos os investimentos realizados neste sentido pelo município de Guimarães, para que estes gerem o devido retorno para todos os vimaranenses e se aumente, efetivamente, o índice de mobilidade ciclável na cidade. 

A aposta na vertente educativa é, cada vez mais, fundamental tendo em conta que da comparação dos dados recolhidos no último ano letivo de implementação (2018/19), destaca-se o aumento de alunos que assume não saber andar de bicicleta, que influencia de igual forma, o aumento de alunos que assume nunca andar de bicicleta. O ano letivo 2021/22 marca o máximo histórico do número de alunos que afirma ainda não ter aprendido a andar de bicicleta.

A vereadora da Educação, Adelina Pinto, assinala a importância deste projeto na consciencialização das nossas crianças para a mudança de atitudes e comportamentos necessários para um mundo mais sustentável. O município de Guimarães enaltece que foi precoce nesta implementação, estando agora o Ministério da Educação a dar os primeiros passos com o projeto “Desporto Escolar sobre rodas”, a começar a ser implementado em 2022/2023.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?