bairro.C
Em setembro o Manta faz rentrée cultural do Centro Cultural Vila Flor

A edição de 2023 do Manta conta com quatro concertos e sobem ao palco Tristany, Lura, Aline Frazão e Nancy Vieira. 

manta-Barra-+G-10-anos

O Manta, aquela espécie de ritual cultural que todos os anos marca a rentrée do CCVF, regressa ao jardim do espaço vimaranense a 8 e 9 de setembro, numa edição marcada pela música perfumada de inspiração africana.

© Direitos reservados

A edição de 2023 do Manta conta com quatro concertos e sobem ao palco Tristany, Lura, Aline Frazão e Nancy Vieira. 

Tristany é apresentado como rapper, músico, artista visual e “relator atento e consciente das realidades sociais e quotidianas das periferias de Lisboa, Tristany pinta com a voz, ilustrando a realidade por ele vivida, através do seu olhar e do olhar das pessoas que o rodeiam. Olhos que falam sobre realidades inviabilizadas, marginalizadas e por vezes romantizadas. Através da sua arte multidisciplinar, expressa a sua maneira sentir, criando assim uma multiplicidade de ritmos, com sonoridades cruas e estímulos visuais diversificados, representando todas as culturas que se sente inserido. 

Lura é uma das mais relevantes, reconhecidas e internacionais vozes da música lusófona. Antes de embarcar numa tournée que percorrerá alguns dos maiores teatros europeus, Lura sobe ao palco do Manta para estrear o mais recente espetáculo, “Theater Sessions”, que inclui canções emblemáticas da sua carreira, homenagem a artistas que admira e ainda temas de “Multicolor”, o seu novo álbum que tem edição mundial prevista para o final do verão. “Theater Sessions” é um espetáculo de celebração da cultura lusófona, pela inconfundível voz de uma artista cujo coração balança entre Portugal e Cabo Verde, unindo as duas culturas através da música.

Com mais de uma década de carreira e cinco álbuns de originais editados, Aline Frazão é um dos nomes mais sonantes da nova geração de músicos angolanos. Cantora, compositora, guitarrista e produtora, estreou-se em 2011 com “Clave Bantu”. Seguiram-se “Movimento” (2013), “Insular” (2015) e “Dentro da Chuva” (2018), todos aclamados pela crítica especializada. O seu quinto e último álbum de originais, “Uma Música Angolana”, editado no ano passado, foi considerado como um dos melhores discos de 2022 pela imprensa portuguesa e é o mote para o seu concerto a solo no Manta 2023.

Considerada por muitos como a natural sucessora de Cesária Évora, Nancy Vieira é uma das mais reputadas artistas a explorarem no presente o imenso património musical de Cabo Verde. No seu novo álbum, “Gente”, com edição marcada para o início de 2024, cuja estreia ao vivo acontece no Manta, Nancy Vieira faz-se acompanhar pela sua banda habitual que integra alguns músicos que pertenciam ao grupo de Cesária Évora. “Gente” conta com produção de Amélia Muge, José Martins e de Nancy Vieira, contrapondo um desenvolvimento de encontros de ideias entre músicos de várias nacionalidades, géneros, idades e sentires.

Partilhar

PUBLICIDADE

Arcol

MAIS EM GUIMARÃES