EXECUTIVO VOTA SUBSÍDIOS PARA FESTAS POPULARES

Maior parcela destina-se à Marcha Gualteriana. No total, a proposta aponta para 158.300 euros em para diversas festas.

Vereação delibera e vota subsídios eventos como a Marcha Gualteriana. © João Bastos/Mais Guimarães

A “inestimável relevância cultural e turística” das festas populares estará em discussão na próxima reunião de câmara, na segunda-feira. A ser aprovada, traduz um total de 158.300,00 em subsídios para diversas festas.

Para a Marcha Gualteriana, propõe-se a atribuição de um subsídio de 85 mil euros. O número das festas da cidade lidera, mais uma vez, a lista.

Duas festas ocupam a segunda maior fatia do bolo orçamental proposto: a de São Pedro, nas Taipas, e a Romaria Grande, em São Torcato. Para ambas, prevê-se a atribuição de 7.500 euros. Na ordem dos 5 mil euros encontram-se as Festas de São Tiago (Ronfe), de Pevidém e das Cruzes (Serzedelo).

Para as Festas Nicolinas propõe-se a parcela de 2.500 euros. Já para as festas de São João, em Covas, propõem-se 2 mil euros. Quatro eventos poderão receber 1.500 euros caso a proposta seja aprovada: Danças de São Nicolau, Carnaval das Caldas das Taipas, Festa de Carnaval de Nespereira e Festa de Carnaval de Pevidém.

Já para as Festas do Agricultor (Fermentões), Romaria da Senhora dos Remédios (Barco), Festas de Santo António (Cruz de Pedra) e Festas de Nossa Senhora de Creixomil, propõe-se a atribuição de mil euros. Na ordem dos 800 euros figuram a Ronda da Lapinha, a Feira dos 27 (São Torcato) e as Festas de Santo Amaro de Mascotelos.

O valor mais baixo, de 600 euros, segue para um total de 44 festividades, entre as quais as Festas de São Tiago de Lordelo, da Senhora do Ó, de São Martinho de Conde, de São Cristóvão, de São Vicente de Oleiros, de Santa Apolónia (Silvares), de São João Batista de Brito ou da Nossa Senhora da Ajuda de Moreira de Cónegos.  

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?