Fábrica de vacinas instala-se em Paredes de Coura

A farmacêutica espanhola Zendal, tem em construção, em Paredes de Coura, uma fábrica de vacinas. Um investimento de 15 milhões de euros, que vai começara funcionar em dezembro.

Em comunicado enviado às redações, a Zendal explicou que o polo biotecnológico permitirá “aumentar a capacidade de produção e embalagem de vacinas virais para a saúde humana”.

O grupo de biotecnologia, com sede em O Porriño, na Galiza, considera “que o momento atual é extremamente positivo para aproveitar as sinergias da eurorregião”.

A produção na fábrica de Paredes de Coura irá “começar com um quadro inicial de 30 pessoas, das quais pelo menos 50% serão licenciadas”. A empresa pretende colaborar com centros de formação profissional, universidades e centros tecnológicos do Norte de Portugal.

O administrador da farmacêutica espanhola, Andrés Fernández, afirma, em nota à imprensa, que “é uma oportunidade que permitirá reforçar o papel de referência na fabricação de vacinas”. Para Andrés Fernández, este é “um momento chave para a eurorregião onde o polo Galiza-Norte de Portugal pode ser a base de grandes projetos de biotecnologia”.

O primeiro ministro português considera que o “investimento da Zendal coloca Portugal na linha da frente dos esforços de resposta a crises sanitárias”, dando o exemplo do novo coronavírus, “garantindo o envolvimento nacional nas cadeias de valor globais do setor da saúde”.

“É um projeto que reconhece as competências e as capacidades portuguesas numa área de alta intensidade tecnológica e com forte pendor exportador. Está de parabéns a Zendal e o município de Paredes de Coura”, afirma António Costa.

Andrés Fernández destacou a cooperação institucional, do Governo português e, particularmente de António Costa, que permitiu a instalação da empresa em Portugal.

O presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vítor Paulo Pereira, referiu que a instalação do grupo espanhol no concelho é uma “grande notícia” para o município e para o país.

A Zendal é a marca corporativa de um grupo de biotecnologia que reúne sete empresas focadas em pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de vacinas para saúde humana e animal e outros produtos de alto valor agregado para a área da saúde. O grupo integra a CZ Vaccines, Biofabri, Probisearch, Vetia, Petia, Zinereo e Bialactis.

A empresa situada em O Porriño, com mais de 85 mil metros quadrados, tem mais de 350 trabalhadores, a maioria “altamente qualificados”. A empresa inclui 15 áreas de produção distintas e, atualmente, exporta produtos de saúde animal e humana para 65 países.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?