FAFE INFLIGE QUARTA DERROTA CONSECUTIVA AO VITÓRIA B

Os vitorianos perderam na receção ao Fafe, por 3-1, em jogo da 11.ª jornada da Segunda Liga, e caíram para o 18.º lugar, na zona de despromoção, com 10 pontos. Alan Júnior, João Carneiro e Marquinhos marcaram os golos forasteiros, enquanto Haashim Domingo reduziu para a turma da cidade-berço. Vítor Campelos considerou que a sua equipa foi melhor, com o Fafe a ser eficaz.

A formação secundária do Vitória perdeu novamente no segundo escalão do futebol nacional, desta feita, perante o Fafe, equipa que segue invicta fora de casa, num encontro em que dominou a primeira parte, embora com poucos lances de perigo junto à baliza contrária, e em que, na segunda parte, foi surpreendida por uma entrada forte dos forasteiros, que acabou por se traduzir em golos.

A turma fafense criou, logo ao segundo minuto de jogo, a sua única ocasião de golo do primeiro tempo, quando Alan Júnior ganhou espaço no lado esquerdo, irrompeu pela área e rematou cruzado, mas sem direção, com Leandro Borges a falhar o desvio final paras as redes vitorianas.

O Vitória, com o sul-africano Zungu a cumprir os primeiros minutos oficiais da época, reagiu de pronto e obrigou, pouco depois, Marçal a evitar golo com uma palmada após cruzamento remate de Rui Gomes, partindo depois para um domínio claro, que não se traduziu em situações de perigo.

Apenas Haashim Domingo voltou a estar perto de marcar, quando, na sequência de um choque entre o guardião fafense e Haman, ficou com a bola em seu poder, mas rematou por cima.

“O golo acabou por acontecer num cruzamento, em que o Marcos [Valente] foi de carrinho e a bola acaba por lhe bater no braço. Só se cortasse o braço é que não era penálti. Tentámos reagir. Tivemos várias oportunidades. O Fafe, em mais uma das incursões, à nossa baliza fez mais um golo”

Vítor Campelos, treinador do Vitória B

O conjunto fafense subiu de rendimento no segundo tempo, e Marcos Valente evitou o golo em cima da linha de baliza, aos 47 minutos. O central vitoriano estaria, contudo, na origem do primeiro golo forasteiro, quando a bola lhe ressaltou para a mão no interior da área. O juiz Anzhony Rodrigues apontou para a marca de grande penalidade, e Alan Junior enganou Georgemy.

Os vitorianos revelaram-se incapazes de desbloquear a organizada defesa dos forasteiros, que dilataram o resultado ao minuto 71, por João Carneiro, num desvio bem executado na cara de Georgemy.

Haashim Domingo ainda viria a reduzir a desvantagem, num remate de primeira que ainda tabelou no poste, aos 81 minutos, mas Joseph viu o segundo amarelo logo de seguida, aos 82, e o recém-entrado Marquinhos teve ainda tempo para repor a vantagem de dois golos para o Fafe.

O técnico vitoriano, Vítor Campelos, disse, no final do encontro, que os seus jogadores “entraram muito bem no jogo” e fizeram, na primeira parte, o “suficiente” para ganhar, embora tenha faltado “critério em algumas situações de último passe” e também alguma sorte.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?