Festival Sonus Art quer dar palco à arte

Com entrada livre, o Festival Sonus Art apresenta-se em Guimarães, na sua primeira edição, a 15 de outubro, entre as 14h30 e as 04h00.

© Direitos Reservados

No festival que “pretende dar palco à música e arte”, vão ouvir-se nomes como Martim Seabra, Jasmim, Sunflowers e Chavalo Marinho.

Martim Seabra, antes conhecido como Fisherman, apresenta-se sob a simplicidade e honestidade do seu próprio nome. O álbum de estreia, “The Days Are Just Packed”, editado em final de abril de 2021, distancia-se da sonoridade do seu primeiro EP “And The Crowd Goes…Mild” e estica a corda com canções quase country, apelando a temas sonoros retro e a um dip saudável numa piscina cheia de sintetizadores e baixos modelados. Prepara, agora, o lançamento do seu primeiro single em língua portuguesa, “Quando o Pano Cai”, primeiro avanço do longa-duração “Movimentos”.

Jasmim é Martim Braz Teixeira e, em 2021, regressou com o seu novo álbum “Acordado ou a Sonhar”, um conjunto de nove canções produzidas por Miguel Vilhena. Em 2016, estreou-se com a demo “Primavera”, seguindo-se, em 2017, o EP “Oitavo Mar” e o LP “Culto da Brisa”, em 2019.

Sunflowers, formados em 2014, contam com três álbuns na bagagem. A banda, no seu espírito de “ignorar-tudo-o-que-lhes-foi-dito-para-o-seu-bem”, mostra-se inquietante nos concertos ao vivo, entregando uma performance que tem “tanto de block party psicadélica como de sessão de esfaqueamento sonoro”.

Patricia Marinho Oliveira, conhecida como Chavalo Marinho, vai fechar o Sonus Art com um dj set para “dançar sem moderação”.

O Festival Sonus Art contará ainda com a presença de ilustradores, pintores, fotógrafos, e outros.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?