FILIPE NEVES

Nome completo
Filipe Alexandre Dias Neves

Nascimento
07 de Setembro de 1993, Algarve

Profissão
Artista

O quartel dos Bombeiros Voluntários das Taipas foi abrilhantado com dois murais graffitados. Filipe Neves, artisticamente conhecido como ASUR, é o criador por detrás dos desenhos. O algarvio de 25 anos esteve ao longo de 17 dias na vila vimaranense a desenhar e contou ao Mais Guimarães como tem sido o seu percurso nesta arte.

“Comecei a pintar já há 12 ou 13 anos. Foi a partir da escola, com um grupo de amigos, em que começamos a desenhar entre nós”. Assim se iniciou a história de Filipe Neves no mundo do graffitti. “Começamos a pintar paredes por fora, a treinar sempre que era possível e o bichinho foi crescendo”, contou o artista que, naquela época, partilhava o sonho com mais dois amigos. Hoje, mantém-se ele e mais um. O algarvio recorda-se também de que a escola e os estudos não o cativavam, admitindo que era aquele aluno “que passava as aulas a desenhar no caderno”.

A prática leva à perfeição e foi com essa ideia na mente que Filipe Neves encarou o mundo do graffitti, mesmo tendo que ter outros trabalhos para poder alimentar e sustentar este sonho. “Sempre que podia praticava e pintava. Mais tarde, comecei a trabalhar à noite, no verão, na área da restauração. No inverno, como aqui no Algarve é muito sazonal, dedicava-me mais e era nessa altura que fazia os meus trabalhos. Desde há três anos, este tem sido o meu trabalho”, revelou o artista.

ASUR é o nome artístico de Filipe Neves. A história da sua origem é simples, mas ainda assim não deixa de ser peculiar. “Como pintava na rua, e anteriormente o graffitti não era muito bem aceite pela sociedade, a polícia estava sempre atrás de nós. Portanto, tive que alterar a minha assinatura, para não ter problemas”, começou por contar. “Depois, também com a ajuda dos meus amigos, juntei as letras que mais gostava de desenhar e fui conjugando até obter um nome”, revelou.

Em Guimarães, o nome ASUR foi falado há bem pouco tempo. O algarvio é o responsável pelos dois murais dos Bombeiros das Taipas. Este não é o primeiro trabalho do género de Filipe Neves (já tinha feito dois anteriormente) e com a divulgação dos desenhos, “já há mais bombeiros a pedir orçamentos”. Para o jovem artista, estes trabalhos têm também um significado especial. “Quando estou nos quartéis, estou ao lado deles, a conviver com eles. Percebo como tudo funciona e tento também saber mais. Admiro muito o trabalho dos bombeiros”, sublinhou.

Quanto à inspiração para criar, o processo de Filipe Neves parece ser bem simples. “Pego na minha mesa digital e começo a montar, a criar. Às vezes, estou a andar na rua e lembro-me de uma ideia, aponto e depois a partir daí vou pesquisar e trabalhar no desenho”, contou. Ainda nos trabalhos que fez para os bombeiros, ASUR acredita que é importante transmitir algo mais na sua arte. “Neste tipo de trabalhos, quero transmitir mais o sentimento. Por vezes, pode ser algo que as pessoas não gostem muito, mas pode ser algo que as faça pensar. Por exemplo, o que eu pintei em Silves era uma senhora a amamentar um bebé na rua. Algumas pessoas podem não gostar, mas é a realidade e é o que as pessoas têm que aceitar”, apontou.

Para Filipe Neves, esta profissão, que “tem mudado, mas muitas pessoas estão-se a aproveitar disso, no bom e no mau sentido”. “Antigamente, julgavam-nos por pintar. Agora, empresas e grandes superfícies querem aproveitar este nosso trabalho para divulgar o produto deles. Tem estes dois lados”, referiu o artista.

Em relação ao futuro, o artista não tem dúvidas: “quero continuar a pintar e tentar evoluir cada vez mais, para conseguir algo único. Estarei sempre a batalhar para conseguir. Não digo que ser graffiter é uma profissão dita normal, mas é um hobbie que nos traz muita alegria, que nos preenche. Por vezes, o dinheiro não é tudo, mas tenho feito o que gosto e isso é o mais importante”, concluiu.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?