FRANCISCO CARVALHO DEIXA DE SER DIRETOR DO VOLEIBOL DO VITÓRIA

O voleibol vitoriano vai ter um novo diretor a partir da época 2019/2020, após Francisco Carvalho ter confirmado ao Mais Guimarães a saída do cargo que ocupava desde 2013. “Estou de saída. Já não faço parte da secção de voleibol”, confirmou, ao Mais Guimarães.

Sem explicar as razões que ditaram a saída, Francisco Carvalho realçou que a “secção está completamente organizada”, com o planeamento da época já feito para todas as equipas masculinas (seniores, juniores e minis) e femininas (todos os escalões, incluindo uma equipa sénior), com um total de 250 atletas.

O ex-dirigente garantiu que a “continuidade de vários jogadores da equipa masculina” já estava “apalavrada”, tendo faltado apenas a assinatura dos contratos. Esse atraso resultou da demissão da anterior direção, liderada por Júlio Mendes. “Enquanto lá estive, era sempre Júlio Mendes e o vice-presidente Pedro Coelho Lima quem assinavam os contratos, mas o anterior presidente entendeu que essa responsabilidade deveria pertencer à nova direção”, explicou.

Composta, sobretudo, por internacionais mexicanos e venezuelanos, a equipa masculina do Vitória realizou, na época passada, o melhor campeonato na era Francisco Carvalho: depois do quinto lugar na fase regular, os pupilos treinados por Adriano Paço venceram as eliminatórias com Famalicense, Académica de São Mamede e Fonte do Bastardo, conquistando a Taça Federação. A equipa feminina obteve, por seu lado, um terceiro lugar na II Divisão.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?