GREVE DOS TRABALHADORES DA SAÚDE ATINGE OS 90% NO HOSPITAL DE GUIMARÃES

Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais fala numa “adesão plena” em todo o país.

Segundo a Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, a adesão greve dos trabalhadores dos hospitais das Entidades Públicas Empresariais no Hospital Senhora da Oliveira atingiu os 90%.

Ao Mais Guimarães, Orlando Gonçalves, coordenador do sindicato, explica que a greve está a ser levada a cabo sobretudo por assistentes operacionais e assistentes técnicos e que a “adesão tem sido quase plena em todo país”.

A greve está também a afetar os centros de saúde vimaranenses, porém, por se tratarem de serviços mais pequenos, o sindicato não consegue reunir tanta informação.

A greve, que começou à meia noite e irá durar 24 horas, visa exigir progressões na carreira, contagem de tempo de serviço e admissão de mais profissionais. Foi convocada pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (FNSTFPS), da CGTP, e também pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap), da UGT, e abrange os hospitais EPE, que são a maioria das unidades hospitalares do Serviço Nacional de Saúde.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?