II Jornadas Vida Feliz: Momentos de partilha de experiências de envelhecimento ativo

A segunda edição das Jornadas Vida Feliz realizaram-se nos dias 17 e 18 de outubro, através da organização de várias atividades.

© Tempo Livre

No primeiro dia da iniciativa, o Teatro Jordão recebeu uma conferência sobre o projeto, onde o presidente da direção da Tempo Livre, Amadeu Portilha, e a vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães, Paula Oliveira, marcaram presença.

Para a sessão de esclarecimento esteve presente o diretor da Portugal Football School, André Seabra, o coordenador distrital da Associação de Futebol de Braga, Tiago Moura, e também o vice-presidente do Vitória SC, Armando Fernandes. Já quanto à temática de boas práticas, os oradores foram Luís Silva, em representação da câmara municipal de Águeda, Gabriel Gil e Nuno Alves da câmara de Proença à Nova, e Vítor Frutuoso e Tília Nunes da câmara municipal do Entroncamento.

No segundo dia das Jornadas Vida Feliz, houveram workshops direcionados para os participantes em duas instalações da Tempo Livre: o Multiusos de Guimarães e o Complexo Municipal de Piscinas.

Projeto Vida Feliz conta com 1.300 inscritos

O Vida Feliz é “um projeto de envelhecimento ativo, que é conhecido entre os vimaranenses, em que o que conta é propiciarmos às pessoas mais velhas um conjunto de atividades que permita ter uma vida mais ativa, mais saudável mais interessada e feliz”. Hoje são cerca de 1.300 séniores inscritos nos nossos programas e isso mostra a importância que as pessoas atribuem ao que fazemos”, contou, Amadeu Portilha, presidente da direção da Tempo Livre.

Além de aulas de educação física, ginástica, dança e judo, a Tempo Livre proporciona “um conjunto de convívios para que as pessoas nesta idade valorizem o mais importante: ser feliz e viver dias feliz”, acrescentou Amadeu Portilha.

O projeto Vida Feliz pretende também combater a solidão e o isolamento entre a população mais velha: “Nas idades mais avançadas, a principal doença chama-se solidão. As pessoas estão sozinhas fruto das contingências da vida e estão sozinhas o dia todo. Os filhos estão a trabalhar, emigrados e os netos não estão cá. Há pessoas a sofrer com a solidão e nós procuramos quebrar esses momentos de solidão”, terminou o presidente da Tempo Livre.

 

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES