INÊS ROCHA

Nome completo
Maria Inês Pinheiro Azevedo Rocha

Nascimento
09 de maio de 1982, Guimarães

Profissão
Artista Plástica/Área da Estética e Bem-Estar

Acredita que estamos todos interligados e que devemos prestar mais atenção à espiritualidade, sem qualquer preconceito. Inês Rocha é uma artista vimaranense, que expôs recentemente a sua obra “Planeta Pineal”, na Associação Convívio. Desde sempre que esteve ligada à arte e com uma necessidade urgente de criar. Inês Rocha explicou ao Mais Guimarães todo o seu percurso e ainda alguns desejos para o futuro.

Regressando ao passado, a vimranense sublinhou que já em criança sabia que a arte seria o caminho a seguir. “No fundo, todas as crianças têm essa parte de gostarem mais de desenhar, umas mais que outras. Mas sempre senti essa necessidade do desenho, sobretudo. A partir dos doze, senti que já não era só o desenho, que tinha a necessidade de criar objetos. Lembro-me de, no oitavo ano, fazer um protótipo de um sofá. A professora ficou impressionada e perguntou-me se tinha mesmo sido eu a fazer aquilo, porque o sofá tinha o formato de um lábio”, recordou.

As influências na família também puxaram pelo lado mais criativo. Pelo seu e pelo da sua irmã, que seguiu as pisadas da arte. “Lembro-me de desenhar sobre a madeira e ir para a oficina do meu avô, que fazia muitos trabalhos manuais, mas como hobbie. Lembro-me de serrar a madeira e depois forrá-la com esponja e tecidos. Desde muito, os professores ficavam muito admirados com os meus trabalhos e com os da minha irmã, porque ela também está ligada a esta parte artística. Já tinha um bocadinho essa diferença e via as coisas de outra forma”, revelou.

Na Francisco de Holanda, escolheu seguir Artes. Lá ficou durante três anos, mas por duas disciplinas não conseguiu concluir o secundário e decidiu mudar de rumo. “Não queria estar presa ao ensino chamado normal e decidi procurar cursos profissionais. Foi então que fui para a Citex, tirar Design Têxtil. Mas logo no primeiro ano mudei para Vitrinismo, no CECOA”, contou ao Mais Guimarães.
Ainda assim, Inês Rocha sentia a necessidade de tirar um curso superior. “Fui então terminar as disciplinas do 12.º ano e entrei na Escola Superior Artística do Porto (ESAP), para o curso de Desenho. Foi uma experiência espetacular. Procuro sempre escolas mais pequenas, em que o contacto com os professores é diferente”, referiu.

Entretanto, o curso não ficou terminado, mas por um bom motivo. “Fui mãe a meio da universidade”, contou a sorrir. “Mesmo não tendo terminado o curso, tive essa necessidade de criar e de desenhar. Em 2016, participei no evento de arte que era o Paratissima, em Lisboa, um evento de arte urbana. Foi a minha primeira participação num evento de arte. Depois participei no Guimarães noc noc em 2017 e depois em 2018. A nível de trabalhos expostos, estes que estou a apresentar no ‘Planeta Pineal’ estão a ser todos apresentados pela primeira vez, à exceção de dois”, esclareceu.

Como artista, Inês Rocha diz que tem a missão de transmitir uma mensagem. “Sei que para muitas pessoas isto ainda é tabu, parece que têm receio de falar. A espiritualidade faz parte de nós, não estamos a falar de espíritos ou de religião. A nível geral, todos nós deveríamos estar mais sensíveis a este tema. Quando pensamos em nos divertir, ouvimos música, dançamos, cinema, tudo ligado à arte. Está tudo conectado, ligado à criatividade, à espiritualidade. Quando vamos procurar isso, procuramos ficar bem, procuramos receber boa energia”, apontou.

Sobre o futuro, admitiu não gostar de “fazer muitos planos”. “Mas acredito que estou numa fase mais estável e que poderei realmente investir mesmo nesta área artística”. “Gostaria de fazer mais duas ou três exposições, em locais com grande visibilidade, para atingir um grande público e que tenha tudo a ver com estes temas. Já tenho umas ideias e acredito que vou conseguir”, concluiu.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?