JOÃO AURÉLIO AFIRMA-SE PRONTO PARA ASSUMIR UM LUGAR NO MEIO-CAMPO

O lateral-direito do Vitória disse que “está preparado” para jogar em “qualquer posição” e disse acreditar que pode ganhar a titularidade na zona mais recuada do meio-campo na sequência da lesão de Rafael Miranda, que o vai obrigar a uma paragem de quatro a seis semanas. O alentejano frisou ainda que a equipa está “focada” em conquistar mais três pontos na deslocação a Tondela.

Titular na fase inicial da temporada no lado direito da defesa, João Aurélio acabou relegado para o banco de suplentes por Bruno Gaspar, mas, no dérbi com o Moreirense, em setembro, foi utilizado pela primeira vez no ‘miolo’, tendo, a partir daí, sido principalmente utilizado nessa zona.

No encontro da Taça de Portugal com o Boavista, o jogador entrou aos 81 minutos para substituir Rafael Miranda, que se lesionou após uma pancada de Erivelto na zona das costelas. O choque resultou numa fratura da costela, que vai obrigar o brasileiro, de 31 anos, a parar entre quatro e seis semanas, e João Aurélio reconheceu que a “infelicidade” do colega de equipa lhe pode abrir “outras portas”.

“Tenho treinado mais a médio. É uma posição que não me é indiferente. As minhas posições preferidas são lateral-direito e médio. Estou preparado para qualquer posição e ajudar a equipa a conquistar os três pontos jogo a jogo”, disse, antes do treino matinal de quarta-feira.

João Aurélio antecipou o duelo com o Tondela, agendado para as 20h15 de domingo, 27, tendo afirmado que a equipa enfrenta “todos os jogos” com a mesma “ambição” e que, na Beira Interior, vai procurar “impor o jogo” e “conquistar os três pontos”, embora ciente de que “não há nenhum jogo fácil”.

“O Tondela tem os seus argumentos, nós temos os nossos. Não é a classificação que vai ditar o resultado. Por isso, temos de estar focados em nós próprios, saber o que temos de fazer dentro de campo. Isso é que é o mais importante”, esclareceu.

O ex-Nacional salientou a “confiança” que reina no grupo de trabalho e a que também é transmitida pelos adeptos, dizendo que a equipa entra sempre em campo com o intuito de conseguir os “três pontos” para que “fiquem satisfeitos e orgulhosos”.

“Este clube é especial e provavelmente único nesta massa adepta, que nos acompanha sempre do primeiro ao último minuto de jogo. Desde o início que estão connosco. Também é provável que aconteça em Tondela. Eles estão no mesmo barco do que nós. Queremos que o barco chegue a bom porto. Temos de dar uma palavra de agradecimento”, disse, mencionando o final de jogo “fantástico” entre a equipa e a massa adepta no Estádio do Bessa, após o triunfo por 2-1 sobre o Boavista, que carimbou a presença da equipa nos oitavos de final da Taça.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?