João Carlos Teixeira estava a fazer a sua “melhor época”, mas foi interrompida: “Há coisas mais importantes”

Médio considera que a tática de Ivo Vieira tem contribuído para a “melhor época” da carreira.

© Vitória SC

João Carlos Teixeira atravessava um momento de forma positivo e estava a fazer a “melhor época” da carreira. No entanto, e depois de ter selado o triunfo do Vitória em Paços de Ferreira, naquele que foi o último jogo realizado para o campeonato, o centro campista é contundente: “Há coisas mais importantes do que a época, neste caso a saúde do país e do mundo”.

Numa conferência de imprensa realizada através da internet, João Carlos Teixeira recordou o último jogo, que culminou com a conquista dos três pontos na Mata Real: “Nunca me tinha acontecido entrar ao intervalo e marcar dois golos. Fiquei muito feliz. Eram três pontos muito importantes para nós.

Com a competição parada, o virtuoso considera que “uma boa data para regressar” – “à vida normal” e aos jogos – seria entre os meses de junho ou julho. Por enquanto, não há adversário nem lugares para escalar na tabela. A prioridade é “travar a pandemia”, para voltar à normalidade “o mais rápido possível”.

Mas qual será o “novo normal”? E como será concluída a época? Para o médio, “é importante” terminar o campeonato. Não só devido a questões financeiras, que podem colocar os clubes em dificuldade, mas também porque está em causa a justiça desportiva

Se o campeonato permanecer em pausa nos próximos meses, será, na ótica do jogador de 27 anos, necessária uma “mini pré-época”. “Resta saber como vamos jogar os últimos dez jogos. Se fim de semana em fim de semana ou com jogos durante a semana”, indicou, acrescentando que esta será “uma questão para a Liga”.

Acerca de possíveis cortes ou reduções salariais, João Carlos Teixeira diz que ainda “não houve informação”, mas garante: “Acredito que vamos tentar ajudar o clube e a instituição. Não vamos ser nós o problema e vamos tentar ajudar. Precisamos de entreajuda e harmonia para que as coisas não sejam piores do que o que são”.

A época e a influência de Ivo

Ainda sobre a época, João Carlos Teixeira considera que para o seu desempenho – já leva oito golos marcados – tem contribuído a táctica de Ivo Vieira. “Favorece o meu estilo de jogo, estou mais perto da área e em mais espaços do campo que noutra altura não ocupava. Estou a tentar aproveitar da melhor forma e as coisas estavam a correr bem”, assinala.

Durante a conferência de imprensa, o médio também abordou a possível saída de Ivo Vieira, conjeturada na edição desta segunda-feira do jornal O Jogo. Segundo o jogador que fez parte da formação no Liverpool, “há coisas mais importantes” na cabeça dos jogadores neste momento.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?