“JOGO COMPLICADO FRENTE A UMA EQUIPA QUE VAI DAR A VIDA” – PEDRO MARTINS

O técnico vitoriano alertou que a deslocação a Tondela, no domingo, pelas 20h15, vai obrigar os seus jogadores a trabalharem no limite ao longo dos 90 minutos e a adaptarem-se às “circunstâncias” das diferentes fases do jogo, se quiserem alcançar a sexta vitória consecutiva em jogos oficiais. João Aurélio vai ocupar a vaga de Rafael Miranda no meio-campo.

O técnico reiterou que o Vitória vai ter, no domingo, “um jogo difícil” frente a um adversário que “necessita de vitórias” por ocupar o 18.º e último lugar, com seis pontos, mas que já conseguiu alcançar pontos frente ao FC Porto, em casa (0-0), e ao Sporting, em Alvalade (1-1), e que, na época passada, conseguiu surpreender a equipa então orientada por Sérgio Conceição, com um empate a um golo, logo após ter subido ao quinto lugar.

“Sabemos que é um jogo complicado frente a uma equipa que vai dar a vida, mas estamos preparados. Conseguimos adaptar-nos a vários planos durante os jogos. Independentemente de ser fora ou em casa ou das situações que têm acontecido, com expulsões ou com um resultado menos bom, a equipa consegue dar resposta ou adaptar-se rapidamente à realidade e à exigência do jogo naquele momento”, disse em conferência de imprensa de antevisão.

O treinador referiu que, no jogo para a Taça de Portugal, no Estádio do Bessa, a equipa soube adaptar-se às “circunstâncias”, realçando que os golos marcados na “parte final” dos jogos têm sido vitais para a boa fase que a equipa atravessa – cinco vitórias consecutivas, frente a Santa Iria, para a Taça de Portugal, Estoril-Praia, Rio Ave e Nacional, para o campeonato, e Boavista, para a “prova rainha”.

“Já o fizemos em variadíssimos jogos, nomeadamente com o Sporting, com o Boavista, na parte final, com o Nacional, e isso demonstra que a equipa nunca desiste e está sempre à procura do melhor resultado”, reiterou.

“Vamos ter de ser o Vitória, apelar ao sacrifício e trabalhar em prol da vitória. Nada está garantido. Temos de trabalhar muito durante os 90 minutos para sair de lá com uma vitória”, Pedro Martins

O timoneiro vitoriano garantiu que a “componente estratégica” para o encontro está já definida e confirmou a titularidade de João Aurélio no ‘miolo’ em vez de Rafael Miranda, jogador que saiu lesionado, com uma fratura na costela, frente ao Boavista, no jogo da quarta eliminatória da Taça de Portugal, e que vai parar entre quatro a seis semanas, mostrando confiança nas soluções ao dispor no plantel.

“Gostaria de ter toda a gente a 100%, mas temos gente com enorme capacidade. O João Aurélio já provou que tem condições para o fazer e vai fazê-lo. Temos jogadores com capacidade para que a equipa continue a ter o mesmo desempenho”, afirmou.

O técnico recusou alongar-se  sobre os incidentes ocorridos no final do duelo entre vitorianos e ‘axadrezados’ no Estádio do Bessa, salientando, ao invés, o “grande jogo” entre as duas equipas, “nem sempre bem jogado” mas “muito competitivo”, e os cinco mil vitorianos a apoiar a equipa no Topo Norte, numa demonstração da “grandeza do Vitória”.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?