KYAIA. “ESTAMOS A CUMPRIR A LEI”, DIZ FORTUNATO FREDERICO

Citado pelo Jornal de Negócios, Fortunato Frederico garante que a empresa sempre “pagou direitinho” aos trabalhadores e os compensou “quando a empresa tem lucros.”

Está marcada para hoje, dia 7, um manifestação em Paredes de Coura © DR

Os trabalhadores do grupo Kyaia voltam às ruas para protestar o novo horário laboral e alegados cortes salarias. A manifestação está agendada para o dia 07 de dezembro, às 10h30, em Paredes de Coura. Irá ser a segunda, já que a primeira teve lugar no Largo do Toural, no dia 15 de novembro.

Os trabalhadores protestaram a alegada adição de 20 minutos diários ao horário laboral — devido à imposição de dois intervalos diários de 10 minutos —, o que perfaz um total de 1 hora e 40 minutos por semana, que se somam às 40 horas semanais.

Até ao momento não tinha havido qualquer reação por parte da administração do grupo Kyaia. Mas ontem, dia 6 de dezembro, Fortunato Frederico quebrou o silêncio e, citado pelo Jornal de Negócios, afirma que está “de consciência tranquila”, visto que, no entender de um dos maiores patrões do calçado em Portugal, a empresa “está a cumprir a lei”.

O empresário, que se encontra neste momento na China “a trabalhar o futuro da empresa” remeteu esclarecimentos para a próxima semana, quando regressar a Portugal. No entanto, sublinhou que o mercado já teve melhores dias: “Temos que nos preocupar com a empresa. Até agora as preocupações não eram muitas porque o mercado estava a funcionar a 100%, agora está a funcionar a 40% ou 50%”.

Fortunato Frederico garante que a empresa sempre “pagou direitinho” aos trabalhadores e os compensou “quando a empresa tem lucros.”

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?