LEGISLATIVAS 2019 EM GUIMARÃES

As urnas estão abertas até às 19h00. No concelho de Guimarães, há cerca de 144 mil eleitores inscritos para votar.

00h36: Livre, Chega e Iniciativa Liberal chegam à Assembleia da República. Distribuição final dos mandatos:

PS: 106 deputados

PSD: 77 deputados

BE: 19 deputados

CDU: 12 deputados

CDS: 5 deputados

PAN: 4 deputados

Chega: 1 deputados

Iniciativa Liberal: 1 deputado

Livre: 1 deputado

00h28: “A parte positiva destes resultados é que não há maioria do PS”, frisou a vimaranense Mariana Silva, deputada da CDU, eleita pelo distrito de Lisboa. Quanto aos resultados da coligação PCP-PEV, a vimaranense admite que não são positivos. “Apesar da redução de deputados, lá estaremos para lutar para que aquilo que dissemos durante campanha (quer no programa do PCP, quer nos compromissos do Partido Ecologista – Os Verdes) seja cumprido”, acrescentou.

00h10: Mariana Silva eleita por Lisboa. 

23h58: Falta apenas conhecer o destino de uma candidata vimaranense. Mariana Silva, candidata pela CDU pelo círculo eleitoral de Lisboa, é a quarta candidata pela capital. Neste momento, há duas freguesias por apurar. 

23h44: “A primeira conclusão que tiraria é que esta é uma noite negativa.” Telmo Correia, cabeça de lista do CDS-PP pelo círculo eleitoral de Braga, foi eleito para a Assembleia da República, mas reconhece que o “mau resultado nacional” reflete o “mau resultado distrital”. O CDS-PP perdeu mandatos “em todos os distritos”. Ainda assim, aponta a “pequena vitória” que foi manter a representação do distrito de Braga. Sobre a saída de Assunção Cristas da direção do partido, Telmo Correia aponta “que nem outra coisa se poderia pedir” tendo em conta o resultado da noite eleitoral. 

23h37: José Maria Cardoso, cabeça de lista do Bloco de Esquerda pelo distrito de Braga, diz-se “muito satisfeito” pelo resultado “histórico” do BE. “Conseguimos alcançar um dos nossos objetivos: duplicar a nossa representatividade no Parlamento a partir do distrito de Braga, o que corresponde de uma maneira mais apropriada àquilo que é a intervenção política que temos vindo a fazer no distrito”.  Agora com dois deputados, o BE quer “ter uma presença permanente no distrito, fazendo um acompanhando mais próximo, que agora será mais fácil de se fazer com dois deputados”.

23h12: A segunda candidata por Braga pela CDU, Rosa Guimarães é sucinta: “O povo do distrito é que perde”. “A Carla Cruz foi uma deputada incansável no Parlamento ao longo destes dois mandatos”, afirma. “O dia das eleições é um momento importantíssimo, mas não são o único momento. Estamos com vontade para continuar a lutar”, conclui.

@Mafalda Oliveira/ Mais Guimarães

23h:05: Telmo Correia segue sozinho para Lisboa. O cabeça de lista pelo CDS por Braga é o único eleito pelo partido. O CDS perde, assim, representação. Há quatro anos concorreu coligado com o PSD

23:01: CDU perde representação pelo distrito de Braga. A coligação PCP-PEV não consegue eleger Carla Cruz. Os resultados mostram uma perda de aproximadamente seis mil votos quando comparados com 2015.

23h00: Contas finais em Braga. Estão atribuídos os 19 mandatos

PS – 8 mandatos (+1)

PSD – 8 mandatos (-1) – concorreu com o CDS em 2015

B.E – 2 mandatos (+1)

CDS-PP 1 mandato (-1) – concorreu com o PSD em 2015

22h55: Emídio Guerreiro eleito pelo PSD. O vimaranense era o sétimo colocado na lista. O PSD elege oito. “Vamos acompanhar com muito cuidado assuntos como a saúde, infraestruturas e educação para que o investimento público não seja tão parco como nas últimas décadas”, afirmou o deputado.

22h50: Bloco elege o segundo. O partido aumenta o número de deputados eleitos e  José Maria Cardoso não vai sozinho para a Assembleia da República.  Em 2011 não elegeu qualquer deputado, em 2015 elegeu Pedro Soares e agora elege José Maria Cardoso e Maria Vieira.

22h44: Domingos Bragança agradece “a confiança dos vimaranenses” no Partido Socialista. Afirma que pretende “continuar a desenvolver a cidade”, com o governo, “para que o conjunto de obras e investimentos possam ser continuados”

22h34: Luís Soares eleito. O presidente da Junta de Freguesia de Caldelas era o sétimo pelo Partido Socialista em Braga e vai continuar como deputado.

22h28: Dos partidos sem assento na Assembleia da República, a Iniciativa Liberal é a que mais se aproxima dos primeiros seis. O partido alcançou 819 votos no concelho, o equivalente a 0,9%. Seguiram-se o Livre e o R.I.R.

22h23: A CDU tem uma quebra de cerca de 25% no concelho. Conquistou 4 mil e 807 votos, ao passo que há quatro anos a coligação PCP-PEV obteve cerca de 6 mil e 500 votos. 

22h12: A afluência às urnas  manteve-se estável no concelho, quando comparada com as eleições de há quatro anos. Nestas Legislativas, a abstenção ficou-se nos 37,48%. Há quatro anos foi ligeiramente menor: 36,88%

22h10: Ao analisar os resultados do concelho, verifica-se que só quatro freguesias “escaparam” ao Partido Socialista: Costa, Creixomil, Leitões Oleiros e Figueiredo e União de Freguesias de Oliveira, São Paio e São Sebastião.

22h00: O PSD já reagiu aos resultados. “O PSD tinha dois objetivos: ganhar as eleições e Rui ser eleito primeiro-ministro. O segundo era eleger os candidatos de Guimarães na lista de deputados por Braga: Coelho Lima e Emídio Guerreiro. Os dados mostram que vão ser eleitos”, perspetiva Bruno Fernandes, do PSD.

No que concerne à disputa distrital, o social democrata considera que “os indicadores” mostram que estão a disputar a eleição”. 

21h50: Em 2015, quando concorreu em coligação com o CDS, o PSD ganhou no concelho com um número de votos e percentagem semelhantes àqueles obtidos hoje pelo PS. Na altura, a coligação venceu com 39% dos votos. O PS cresce sete pontos percentuais em quatro anos.

@Eliseu Sampaio/ Mais Guimarães

21h45: PS vence em Guimarães. A taxa de abstenção ficou-se pelos 38%. Os socialistas conquistaram cerca de 36 mil votos (40,65%)e ficaram à frente do PSD que, com 26 mil votos, ficou-se pelos 28,98%. 

21h41: Relativamente ao distrito de Braga, o socialista Luís Soares diz estar “confiante” que o resultado seja “compatível com o trabalho que o PS realizou ao longo dos últimos quatro anos, que foi um trabalho bem sucedido”. “Estamos expectantes que os portugueses possam ter depositado, também no distrito, essa confiança. Aqui em Guimarães fizemos a nossa parte. Tudo indica que vamos ter um resultado para o qual trabalhamos e que os vimaranenses certamente confiam naquilo que foi o trabalho do PS”.

21h29: Bloco elege José Maria Cardoso pelo círculo eleitoral de Braga. O partido iguala, pelo menos, o número de eleitos por Braga.

21h25: Cristas abandona liderança do CDS-PP

21h20: Luís Soares, candidato do Partido Socialista pelo distrito de Braga, considera que a vitória do PS é uma “excelente notícia para o país” e que “os portugueses reconheceram aquilo que foi o trabalho desenvolvido pelo PS ao longo dos últimos quatro anos”.

O presidente da concelhia do PS de Guimarães e número sete pelo círculo de Braga diz “ficar ainda mais satisfeito” por os resultados “mostrarem que os vimaranenses deram um sinal ainda mais positivo do que aquilo que fizeram a generalidade dos portugueses”. “É uma vitória do PS a nível nacional, é uma vitória o PS aqui em Guimarães, mas sobretudo acredito que será uma vitória para os portugueses se deste resultado eleitoral sair um enquadramento que permita uma solução governativa estável para que o país possa continuar a avançar”, frisou.

20h50: Já há resultados em algumas freguesias:

ALDÃO: 

PS – 37,40%

PSD – 31,96%
BE – 10,21%

CDU – 3,05%

CDS – 3,45%

AZURÉM: 

PS – 35,64%

PSD – 29,74%

BE – 11,85%

CDU – 5,97%

CDS – 3,76%

BARCO: 

PS – 37,75%

PSD – 35,61%

BE – 6,94%

CDU – 2,90%

CDS – 3,91%

BRITO: 

PS – 41,14%

PSD – 27,54%

BE – 10,19%

CDU – 6,80%

CDS – 2,63

CALDELAS:

PS – 38,42%

PSD- 30,77%

BE – 10,19%

CDU – 4,94%

CDS – 3,22%

CANDOSO (SÃO MARTINHO):

PS – 45,15%

PSD – 24,15%

BE – 9,47%

CDU – 8,86%

CDS – 1,58

COSTA: 

PS – 27,07%

PSD – 41,96%

BE – 9,64%

CDU – 4,07%

CDS – 3,62%

CREIXOMIL: 

PS – 33,51%

PSD – 34,67%

BE – 9,99%

CDU – 6,78%

CDS – 3,67%

FERMENTÕES: 

PS – 41,02%

PSD – 25,74%

BE – 11,87%

CDU – 5,08%

CDS – 3,18%

GONÇA: 

PS – 47,54%

PSD – 30,18%

BE – 6,84%

CDU – 2,63

CDS – 3,51

GONDAR:

PS – 44,43%

PSD – 20,42%

BE – 12,07%

CDU – 11,21%

CDS – 1,06%

GUARDIZELA: 

PS – 47,29%

PSD – 26,00%

BE – 9,76%

CDU – 5,27%

CDS – 2,21%

INFANTAS: 

PS – 47,34%

PSD – 24,61%

BE – 10,22%

CDU – 3,34%

CDS – 3,34%

LONGOS: 

PS – 42,25%

PSD – 32,43

BE – 5,55%

CDU – 4,98%

CDS – 5,69%

LORDELO: 

PS – 45,80%

PSD – 26,73%

BE – 9,60%

CDU – 4,52%

CDS – 3,36%

MESÃO FRIO: 

PS – 37,04%

PSD – 31,29%

BE – 11,77%

CDU – 3,86%

CDS – 3,09%

MOREIRA DE CÓNEGOS: 

PS – 51,40%

PSD – 18,61%

BE – 10,50%

CDU – 8,77%

CDS – 2,13%

NESPEREIRA:

PS – 50,10%

PSD – 22,96%

BE – 8,82%

CDU – 4,18%

CDS – 2,15%

PENCELO: 

PS – 47,86%

PSD – 23,65%

BE – 8,97%

CDU – 5,27%

CDS – 3,42%

PINHEIRO: 

PS – 46,87%

PSD – 24,27%

BE – 11,15%

CDU – 3,66%

CDS – 3,82%

POLVOREIRA: 

PS – 51,03%

PSD – 20,55%

BE – 9,74%

CDU – 4,11%

CDS – 2,69%

PONTE: 

PS – 45,68%

PSD – 23,25%

BE – 10,53%

CDU – 5,65%

CDS – 1,83%

PRAZINS (SANTA EUFÉMIA): 

PS – 42,39%

PSD – 33,62%

BE – 8,91%

CDU – 3,74%

CDS – 2,16%

RONFE: 

PS – 42,60%

PSD – 30,04%

BE – 10,29%

CDU – 3,66%

CDS – 2,31%

SANDE (SÃO MARTINHO): 

PS – 39,80%

PSD – 35,58%

BE – 6,60%

CDU – 3,68%

CDS – 3,45%

SÃO TORCATO: 

PS – 43,25%

PSD – 30,04%

BE – 7,86%

CDU – 3,73%

CDS – 3,28%

SELHO (SÃO CRISTÓVÃO): 

PS – 45,15%

PSD – 20,79%

BE – 11,87%

CDU – 8,84%

CDS – 1,94%

SELHO (SÃO JORGE):

PS – 38,90%

PSD – 25,47%

BE – 11,40%

CDU – 9,27%

CDS – 2,24%

SERZEDELO: 

PS – 47,86%

PSD – 19,92%

BE – 10,16%

CDU – 9,52%

CDS – 2,09%

SILVARES: 

PS – 43,50%

PSD – 28,51%

BE – 8,89%

CDU – 4,19%

CDS – 4,19%

URGEZES: 

PS – 38,36%

PSD – 32,34%

BE – 10,46%

CDU – 2,95%

CDS – 3,71%

UF de Oliveira, S. Paio e S.  Sebastião:

PS – 31,02%

PSD – 35,82%

BE – 9,64%

CDU – 6,39%

CDS – 5,37%

 

UF de Candoso Santiago e Mascotelos:

PS – 37,21%

PSD – 27,78%

BE – 11,68%

CDU – 5,96%

CDS – 3,43%

 

UF de Airão Santa Maria, Airão S. João, Vermil 

PS – 38,49%

PSD – 34,24%

BE – 8,24%

CDU – 3,02%

CDS – 6,31%

UF de Sande Vila Nova e Sande S. Clemente: 

PS – 39,55%

PSD – 30,63%

BE – 9,47%

CDU – 4,13%

CDS – 5,14%

UF Abação e Gémeos: 

PS – 39,41%

PSD – 32,01%

BE – 6,65%

CDU – 3,15%

CDS – 5,28%

UF Atães e Rendufe:

PS – 46,27%

PSD – 25,47%

BE – 9,01%

CDU – 3,18%

CDS – 3,42

UF Tabuadelo e S. Faustino:

PS – 43,40%

PSD – 30,14%

BE – 7,49%

CDU – 3,74%

CDS – 3,48%

 

UF Conde e Gandarela: 

PS – 47,17%

PSD – 17,52%

BE – 10,65%

CDU – 11,59%

CDS – 2,02

UF Selho S. Lourenço e Gominhães:

PS – 44,84%

PSD – 26,38%

BE – 9,54%

CDU – 4,03%

CDS – 2,64%

 

UF Serzedo e Calvos: 

PS – 45,45%

PSD – 23,85%

BE – 8,30%

CDU – 2,82%

CDS – 6,85%

 

UF Briteiros Santo Estêvão e Donim:

PS – 40,26%

PSD – 32,98%

BE – 6,14%

CDU – 3,16%

CDS – 4,47%

 

UF Souto Santa Maria, Souto S. Salvador e Gondomar: 

PS – 43,67%

PSD – 31,45%

BE – 8,27%

CDU – 2,88%

CDS – 3,59% 

 

UF Prazins Santo Tirso e  Corvite: 

PS – 37,44%

PSD – 33,46%

BE – 7,69%

CDU – 2,97%

CDS – 4,91%

UF Briteiros S. Salvador e Briteiros Santa Leocádia

PS – 38,01%

PSD – 33,94%

BE – 7,35%

CDU – 6,22%

CDS – 3,62

UF de Sande S. Lourenço e Balazar: 

PS – 41,82%

PSD – 33,21%

BE – 5,97%

CDU – 2,39%

CDS – 4,42%

 

UF Leitões, Oleiros e Figueiredo:

PS – 35,81%

PSD – 36,04%

BE – 6,31%

CDU – 3,15%

CDS – 8,33%

UF de Arosa e Castelões: 

PS – 43,15% 

PSD – 28,43%

BE – 8,38%

CDU – 3,05

CDS – 4,06%

 

20h45: Sónia Fertuzinhos e André Coelho Lima eleitos.

20h30: No círculo de Braga, para onde contam os votos dos vimaranenses, PSD e PS estão virtualmente empatados. Neste momento, com 62 freguesias apuradas, a diferença é de pouco mais de 100 votos a favor do PS

20h05: Já há 10 freguesias apuradas no concelho. Restam 38. Neste momento o PS lidera com 42%, seguido pelo PSD (30%), BE (7,7%), CDS-PP (4,32%), PCP (3,3%),  PAN (2,09%)

20h00: Primeiras projeções da Universidade Católica para a RTP apontam para a vitória do PS (34-39%); seguido pelo PSD (27-31%); BE (9-12%); CDU (6-8%); CDS (3-5%); PAN (3%-5%); IL (1%-2%).

19h05: Mandatos atribuídos no círculo eleitoral de Braga nas eleições Legislativas de 2015: PSD/CDS: 10; PS: 7; BE: 1; CDU: 1.

19h00: Fecham as urnas em Portugal continental. Nos Açores fecham daqui a uma hora

17h00: Segundo dados revelados pelo Ministério de Administração Interna, até às 16h00 votaram 38,59% dos eleitores inscritos. Em 2015, a afluência às urnas por esta altura era de 44,38%. Recorde-se que há mais eleitores inscritos devido ao recenseamento automático no estrangeiro

15h00: Ângela Oliveira, número três da lista do CDS-PP por Braga, vota na freguesia de Vermil. “Foi uma campanha muito informada, com muito debate”, considera a vimaranense. A candidata pelos centristas vai acompanhar a noite eleitoral na distrital do CDS-PP

13h10: Abstenção sobe a nível nacional: até ao meio-dia votaram 18,83% dos eleitores. Há quatro anos tinham votado até à mesma hora 20,65% dos eleitores inscritos.

12h20: Passavam 20 minutos do meio-dia quando o cabeça de lista por Braga pelo PSD, André Coelho Lima, se dirigiu às urnas. Em Oliveira do Castelo, o vereador teve que esperar para votar, mas espera que isso augure bons indícios no que toca à participação: “Em 2015 houve uma afluência de 63,12%, a nossa expetativa é que seja ultrapassado e que Guimarães seja um exemplo de afluência a nível nacional”.

11h35: O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, exerceu o seu direito de voto em Abação.  O autarca afirma que “o dia está a correr com tranquilidade”. “Não custa nada, são cinco ou dez minutos”, disse o responsável pelo processo eleitoral de Guimarães, apelando aos vimaranenses a irem às urnas.

11h20: Rosa Guimarães, número dois da CDU na lista por Braga, vota na freguesia da Costa. “É um dia fundamental”, afirmou a candidata, pedindo “a todos os vimaranenses” e aos cidadãos do distrito de Braga que exerçam o seu direito de voto

11h05: A vimaranense Mariana Silva, candidata pelo círculo eleitoral de Lisboa pela CDU à Assembleia da República, votou em Oliveira do Castelo. Apela ao voto e espera “que todos os portugueses sintam a importância deste dia”. A candidata – número quatro pela CDU em Lisboa – vai acompanhar os resultados em Lisboa.

10h40: O presidente da junta de Caldelas, Luís Soares, votou na Escola Básica do Pinheiral.  O número sete da lista do Partido Socialista por Braga fala “de um aumento significativo da participação” durante a manhã. O socialista vai acompanhar os resultados no Largo do Toural, na sede do Partido Socialista

10h15: A cabeça de lista do Partido Socialista pelo círculo eleitoral de Braga, a vimaranense Sónia Fertuzinhos, votou na escola básica de Prazins Santa Eufémia. Sónia Fertuzinhos espera que o resultado logo à noite reflita uma descida na abstenção. A socialista acompanhará os resultados em Lisboa.

8h00 – Mesas de voto abertas. Há cerca de 144 mil eleitores inscritos no concelho de Guimarães.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?