MANIFESTAÇÃO APOIA “LUTA” DOS TRABALHADORES DO GRUPO KYAIA

A direção do Sindicato do Calçado do Minho e Trás-Os-Montes agendou para o próximo dia 14 de novembro, quinta-feira, pelas 19h30, no Largo do Toural, uma manifestação de apoio “à justa luta dos trabalhadores” do grupo Kyaia, sediado em Guimarães.

De acordo com o Sindicato, a administração do grupo de calçado Fortunato – Kyaia tem vindo a violar as normas do Contrato Coletivo de Trabalho ao “impor, de forma ilegal, duas pausas de 10 minutos, prolongando o trabalho diário em 20 minutos e semanal em 1 hora e 40 minutos”.

Ainda segundo o Sindicato, devido à “prepotência da administração, a esmagadora maioria dos trabalhadores das empresas de Guimarães e Paredes de Coura” não têm realizado as duas pausas diárias. “Como represália, o patrão reduziu-lhes o salário e injustificou o tempo das pausas diárias”, denuncia o Sindicato.

Segundo o website da empresa, a Kyaia foi fundada em 1984 por Fortunato Frederico e Amílcar Monteiro e lidera um grupo empresarial com mais de 600 colaboradores, com um volume de negócios de 55 milhões de euros e um modelo de negócio que se estende, para além da produção de calçado, às áreas da distribuição, do retalho mas também ao ramo imobiliário e das tecnologias de informação.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?