Miguel Pinto Lisboa crítico com o Cartão do Adepto

© Direitos Reservados

Miguel Pinto Lisboa foi claro na opinião sobre o Cartão do Adepto, medida que tem gerado desconforto nos adeptos. “A Liga recebeu um ofício do Governo a dizer que existe uma dispersão grande dos adeptos e que a solução para isso seria ter mais polícias nos recintos desportivos, sendo que esta também resulta da escassez do Cartão do Adepto. Isso revela que não estão preparados para lidar com o futebol e estão a desconsiderar o elemento mais importante: o adepto. Nós estamos, como é público, contra o cartão do adepto. É uma medida que tem por objetivo corrigir uma situação, mas está mal desenhada e tem malefícios para o futebol”, disse, no final da cimeira dos presidentes da Liga, numa reunião que decorreu no Porto.

A centralização dos direitos televisivos também esteve em discussão e com avanços. “O resultado final foi uma grande união entre todos os clubes em torno da ideia da centralização dos direitos televisivos. É um tema que deve ser liderado pela Liga, pela FPF e pelos clubes, não podemos deixar cair isto fora do âmbito do futebol. Nós, os presidentes, é que sabemos quais são os problemas da nossa indústria e sentimos uma impreparação do poder político para lidar connosco. Agora, estamos preparados para conduzir o processo da centralização dos direitos televisivos, preferencialmente antecipando a entrada em vigor, que poderá ser já na próxima época”, anunciou.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?