MOREIRENSE FALHA PENÁLTI AO CAIR DO PANO E EMPATA COM RIO AVE

O Moreirense regressou aos golos e aos pontos, após empatar a um golo na receção ao Rio Ave, da oitava jornada, mas continua sem vencer desde a segunda ronda. Os cónegos estiveram na frente, mas sofreram o empate de grande penalidade, logo de seguida, antes de, também na marca dos 11 metros, Pedro Rebocho desperdiçar a hipótese de garantir os três pontos para os cónegos.

O penálti desperdiçado por Pedro Rebocho, ao terceiro minuto de compensação, impediu a equipa de Pepa de conquistar o primeiro triunfo no campeonato desde 21 de agosto, quando se impôs por 3-0 na casa do Feirense, após um desafio equilibrado ante os vila-condenses.

Depois de uma primeira parte com dois lances de perigo para cada lado, com Jander e Rebocho a ameaçarem o golo para os axadrezados e Tarantini e Wakaso a ficarem perto de inaugurar o marcador para os rioavistas, a formação vimaranense marcou o primeiro golo ao fim de seis jogos em branco num cabeceamento de Cauê, aos 74 minutos.

A equipa de Nuno Capucho, porém, respondeu de pronto, ao empatar por Roderick Miranda, na conversão de uma grande penalidade, que puniu falta de Diego Galo sobre Kizito, ao minuto 77, obrigando o Moreirense a arriscar tudo nos minutos finais para chegar ao triunfo.

Com os vila-condenses reduzidos a 10, após a expulsão de Heldon, aos 78 minutos, o Moreirense desperdiçou o segundo golo por Jander e, depois, uma grande penalidade, em que Rebocho permitiu a defesa de Cássio, após falta de Roderick, entretanto expulso, sobre Ramírez.

O Moreirense, apesar do empate, deixou o último posto, igualando o Arouca no 17.º posto, com cinco pontos, e defronta, na próxima ronda, o Tondela, que é 16.º, com seis.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?