Pasinato é o guardião com mais defesas da liga: “O mais importante é ter os objetivos do clube conquistados”

“O Moreirense está a crescer, oferece todas as condições, está a construir a academia, e procura boas classificações”, referiu, acerca do potencial do clube.

© Moreirense FC

Mateus Pasinato tem sido sinónimo de segurança. O guardião brasileiro está a atravessar a sua primeira experiência no futebol europeu, mas não precisou de muito tempo para convencer os responsáveis do clube a delegar-lhe o lugar entre os postes: para além de ser o guarda-redes da Primeira Liga com mais defesas é também totalista na baliza do Moreirense nos jogos para o campeonato.

São dados que deixam Pasinato satisfeito, contudo o “mais importante é ter os objetivos do clube conquistados”, disse, na tarde desta sexta-feira, através de uma videoconferência. Um dos temas abordados foi o primeiro contacto com o futebol europeu e as expetativas do guarda-redes quando chegou a Portugal. “Cheguei para suprimir a saída do Jhonatan e sabia que podia jogar como não podia”, referiu. O início foi “o melhor possível” e o ímpeto inicial tem-se prolongado. O jogador emprestado pelos brasileiros do XV de Piracicaba tem rubricado exibições seguras e traçou o cenário ideal para os últimos dez jogos: “A permanência era o nosso principal objetivo na época. Agora queremos ajudar o Moreirense a obter a melhor classificação possível. Na época passada, o clube chegou ao 6.º lugar. A Europa não vem ao caso. No futebol, nós podemos conquistar os objetivos como não podemos. O futebol é muito relativo. Como jogadores, queremos colocar os nossos nomes na história do clube”.

Pasinato tem feito por isso, porém o guardião de 27 anos não pertence ao clube de Moreira de Cónegos. O empréstimo contempla uma clausula de compra e o brasileiro vê com bons olhos manter-se no futebol europeu: “Há essa cláusula do meu contrato. Se o clube quer exercer é porque está a acreditar no meu trabalho e eu tenho correspondido. O Moreirense está a crescer, oferece todas as condições, está a construir a academia, e procura boas classificações. Quando vim para cá, um fator que pesou foi o facto do presidente Vítor Magalhães ser uma pessoa que honra os seus compromissos. Temos feito um bom trabalho. Sendo bom para os dois…”

E no futuro? “Todos os jogadores querem ter uma grande experiência, num grande clube, nos grandes campeonatos. Agora estou a ajudar o Moreirense a alcançar os objetivos. Um ajuda o outro e todo o mundo fica feliz”, resume.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?