Paulo Turra: “Respeitamos todos, mas não tememos ninguém porque somos o Vitória”

Na antevisão da sua estreia enquanto técnico principal do Vitória, Paulo Turra garantiu que "o Vitória será uma equipa muito intensa", acrescentando que a equipa "não pode ficar indiferente a um modelo de jogo".

Na antevisão da sua estreia enquanto técnico principal dos conquistadores, Paulo Turra garantiu que “o Vitória será uma equipa muito intensa”, acrescentando que “não pode ficar indiferente a um modelo de jogo”.

© Leonardo Pereira/ Mais Guimarães

Paulo Turra referiu que o Vitória, ao seu comando, tem de ser “uma equipa intensa com bola e sem bola”. Independentemente do modelo de jogo que será implementado na equipa vitoriana, o treinador de 49 anos vincou que a palavra passada no balneário é “intensidade”, porque são “esses comportamentos que vão potencializar o plantel”, acrescentando já trabalhou com “equipas que atuaram nesse modelo de jogo que está a ser exercido, como também noutros modelos”.

Paulo Turra sublinhou que encontrou “um grupo muito unido, com profissionais com grande capacidade de talento e acrescentou que é “bom chegar ao Vitória e ter duas vitórias”. O técnico brasileiro vai aplicar as suas convicções no modelo de jogo, mas “é tudo em prol do vitória, para que faça com que a sua massa adepta quente possa ajudar ainda mais”.

Relativamente à mudança para do futebol brasileiro para o europeu, Paulo Turra esclareceu que o “futebol está muito globalizado” e que “não ficou muito surpreendido com a intensidade” do futebol praticado na Europa, apontando que esse será o foco da sua equipa.

Paulo Turra ainda apontou que o Vizela “tem jogadores bastante interessantes”, mas ressalvou que o Vitória vai “respeitar o adversário e vai preparar protocolos, vídeos e reuniões” durante a semana.

O técnico não tem equivalência necessária para estar inscrito como treinador principal, mas sublinhou que “essas equivalências vão ser reconhecidas”, nomeando todo o seu percurso feito enquanto treinador principal. Acrescenta que gostaria pela “forma como é, de transmitir mensagens aos jogadores o tempo todo”. Mas, de acordo com Paulo Turra, mais importante que isso, “o objetivo principal é o Vitória”.

Recorde-se que os conquistadores recebem o Vizela às 18h00 deste domingo, dia 27 de agosto, a contar para a terceira jornada do campeonato. O Vitória parte para este jogo provisoriamente no quarto lugar.

Partilhar

PUBLICIDADE

Arcol

MAIS EM GUIMARÃES