PEDRO HENRIQUE DIZ QUE VITÓRIA AINDA PODE MELHORAR

O defesa-central vitoriano atribuiu os méritos da campanha que vale o quarto lugar no campeonato à sintonia entre o treinador Pedro Martins e aos jogadores, referindo, porém, que a equipa pode ainda subir de rendimento. O brasileiro, de 23 anos, disse ainda que gostava de continuar em Guimarães após o fim da época e confirmou que o plantel está “tranquilo” face á situação de Marega.

O jogador brasileiro, de 23 anos, considerou que a equipa de Guimarães está no “caminho certo” para atingir a Liga Europa, objetivo definido no início da época, e que o “trabalho muito bom do Pedro Martins e da sua equipa” tem sido muito bem aceite pelos jogadores, mas adiantou existirem muitos aspetos a corrigir, se a equipa quiser chegar longe.

“Algum posicionamento, alguma coisa que o Pedro [Martins] pede e ainda não estamos a fazer bem. É continuar neste caminho e tentar melhorar. A gente não pode acomodar, senão as coisas não acontecem”, afirmou, descrevendo, no seu caso concreto, que precisa de melhorar a “concentração” em algumas fases do jogo e o entrosamento com Rúben Ferreira no lado esquerdo da defesa.

Pedro Henrique mencionou igualmente a “união” da equipa como um dos fatores responsáveis pela segunda melhor campanha da equipa até à 10.ª jornada desde 2000, logo após a temporada de 2014/15 (23 pontos), dando o exemplo da partida com os insulares.

“A getne estava numa situação muito adversa, mas a gente sempre acreditou, jogando em casa, com o apoio dos adeptos. Se não fossem eles, acho que não conseguiríamos dar a volta. Essa vitória dá mais motivação para o resto do campeonato e mostra a união da nossa equipa”, afirmou.

O jogo ficou marcado pela expulsão de Marega aos 25 minutos, após agressão a Sequeira, que lhe valeu três jogos de suspensão, e pelo abandono do Estádio D. Afonso Henriques, com o jogo a decorrer. O central vincou, sobre o caso, que “toda a gente erra” e que não se pode “crucificar” Marega, acrescentando que o grupo está “tranquilo” quanto à resolução do caso.

“Já fui expulso na época passada. A gente perdeu o jogo. E, se ele pedir desculpa ou não, o grupo está tranquilo, porque sabe que ele não fez por mal no jogo passado”, Pedro Henrique sobre Marega

Pedro Henrique, que cumpre o último dos dois anos de empréstimo pelo  Cianorte, do Brasil, revelou que gostaria de continuar em Guimarães após o fim da época, mas ainda não recebeu, para já, proposta para renovar.

O próximo jogo oficial dos vimaranenses realiza-se a 20 de novembro, no terreno do Boavista, para a quarta eliminatória da Taça de Portugal, e o defesa admitiu que o Vitória, para poder continuar a sonhar com a final e com o título, vai “ter de abordar o jogo” como nos “outros jogos fora de casa”, apesar da “rivalidade” que envolve o desafio.

O futebolista mostrou-se ainda satisfeito com o sorteio da Taça da Liga, que colocou Benfica, Paços de Ferreira e Vizela no caminho dos vitorianos, no grupo D, tendo dito que vai ser possível “contar com o apoio dos adeptos”, tanto nos dois jogos em casa, como no jogo em Vizela.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?