PEDRO MARTINS QUER VENCER RIO AVE EM JOGO DE “QUATRO PONTOS”

O técnico vitoriano assumiu que, no regresso a Vila do Conde, pretende vencer uma partida que pode “valer quatro pontos” frente a um adversário que também luta pela Liga Europa. Pedro Martins garantiu ainda que existe “margem de crescimento” no plantel, dizendo que, ao longo da época, mais jogadores vão ter oportunidade de se mostrarem.

O treinador da equipa principal do Vitória reiterou que o sucesso da equipa no próximo domingo, no Estádio dos Arcos, perante um “adversário com aspirações a uma competição europeia”, “pode valer quatro pontos”, antevendo, porém, “grandes dificuldades”, num jogo “muito bem disputado”, “com cariz ofensivo”.

“É um jogo difícil contra uma boa equipa, uma equipa com jogadores experientes, que tem feito um percurso nos últimos anos muito positivo e que tem crescido”, considerou, notando que um triunfo pode “transportar” a equipa para “patamares” ainda mais desejáveis.

Pedro Martins reiterou que os seus jogadores encaram cada jogo como se “fosse o último das carreiras” e mostrou-se satisfeito por terem sido já vendidos mais de mil ingressos junto dos adeptos vitorianos para o desafio.

“É uma demonstração de que os vitorianos estão com a equipa. É esta a força que queremos para toda a época, não só por aquilo que temos feito em termos da qualidade do nosso jogo, mas porque os vitorianos estão unidos em torno de algo que queremos fazer de especial”, comentou.

O técnico disse que o grupo de trabalho apresenta “margem para crescimento a todos os níveis”, nomeadamente em termos de “consistência de jogo”, e garantiu que, ao longo da época, com as várias competições, os até agora titulares “não vão ter o rendimento que têm atualmente” e outros jogadores vão poder afirmar-se na equipa titular, realçando Tozé, João Aurélio, Prince e Bernard, como casos de jogadores que têm entrado regularmente nos jogos.

“Penso que, nesta fase, o facto de termos mais pontos fora do que em casa é somente circunstancial, porque acredito que vamos encontrar este equilíbrio, quer em casa, quer fora”

Pedro Martins considerou ainda que o facto da equipa ter, até agora, mais pontos conquistados fora – três triunfos sem golos sofridos e apenas uma derrota com o FC Porto – do que em casa – cinco pontos – resulta mais de coincidência do que do modelo de jogo adotado.

“Se observarem o nosso jogo, não alterámos significativamente o nosso jogo em casa e o jogo fora. Há nuances estratégicas para cada jogo, mas a nossa filosofia não é alterável. Há aqui coincidências pelo facto de termos mais pontos fora do que em casa, mas vamos encontrar um ponto de equilíbrio. O próprio jogo com o Sporting foi demonstrativo desse fator. Em casa, vamos ter uma força e uma determinação, que é um aspeto que tem a ver com o nosso público”, explicou.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?