“Primeiro” o Orçamento do Estado

Por Eliseu Sampaio,
Diretor do grupo Mais Guimarães

António Costa anunciou, esta segunda-feira, dia 05, algumas medidas de apoio às famílias em resposta ao aumento da inflação que, em agosto, atingiu os nove por cento.

Medidas que, a meu ver, são escassas e ineficientes na diminuição da enorme pressão a que as famílias estão a ser sujeitas nesta altura, sobretudo as com menores rendimentos. Até porque, quando falamos de uma inflação global de 9%, convém destacarmos que, nos produtos essenciais, como carne, peixe, legumes ou pão, a inflação é bastante superior, atingindo perto de 20%. No material escolar, que tem também algum peso nesta altura do ano, a subida de preços em relação ao ano passado é de 16,5%, como noticiamos neste jornal. Os portugueses têm, por isso, perdido bastante poder de compra e vão continuar a perder.

O pagamento extraordinário de 125 euros a cada cidadão não pensionista e com rendimento até 2.700 euros, o também extraordinário apoio de 50 euros por cada descendente até aos 24 anos é um apoio curto para as famílias que, só com o aumento dos custos de energia, gás e eletricidade, vão perder até ao final do ano, e claramente, tudo isso.

Já quanto ao suplemento extraordinário para todos os pensionistas equivalente a 50% da sua pensão, pago em outubro, é um pouco mais significativo, mas tem um senão. É uma espécie de “dou-te agora para te tirar depois!”. Em 2023, o Governo propõe-se aumentar as pensões em cerca de 50% da inflação deste ano. Se com o apoio extraordinário deste outubro os pensionistas ainda recuperam um pouco de poder de compra, em 2024 e nos anos seguintes serão claramente prejudicados já que as atualizações terão por base vencimentos inferiores ao que deveriam ser em 2023.

As medidas, como disse Marcelo Rebelo de Sousa, são equilibradas para não criarem problemas orçamentais em 2023. Mas não resolvem nem diminuem significativamente os problemas das famílias portuguesas.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?