PSD CRITICA ATRASO NA OBRA DE AMPLIAÇÃO DO CANIL MUNICIPAL

Obra de ampliação foi anunciada há um ano.

© Direitos Reservados

O vereador social democrata, Bruno Fernandes, criticou, esta segunda-feira, os atrasos no arranque da obra no Centro de Recolha Oficial de animais. A obra, anunciada há um ano, prevê a duplicação do número de celas, passando de 50 para 100.

No período antes da ordem do dia da reunião municipal, Bruno Fernandes frisou que Guimarães “continua sem ter uma resposta objetiva para resolver o problema dos animais que vagueiam pelas ruas”. “Fica a sensação de que as funções básicas que competem ao município estão em segundo plano”, apontou.

Segundo o vereador, o canil/gatil acolhe, atualmente, 3 vezes mais do que a sua capacidade. “São várias as freguesias que têm reportado problemas de saúde pública e até de segurança para os mais jovens”, explicou. “Quando trouxemos este problema, há um ano, o presidente falou no projeto e, passado este tempo todo, continuamos sem resposta. É uma governação ao sabor do vento”, acrescentou.

De acordo Sofia Ferreira, vereadora com o pelouro do ambiente, a autarquia aguarda que o projetista faça a a entrega do projeto final. “Tendo em conta a alteração de legislação, houve necessidade de proceder a adaptação do projeto, que é de 2004. Temos consciência de que é uma necessidade, mas esta não é uma realidade apenas de Guimarães”, ressalvou.

Segundo a vereadora, está a ser realizado “um forte trabalho a nível da sensibilização e da informação, no sentido de apelar à adoção repensável, que tem que ser complementado com a execução da obra de ampliação”.

O vereador Bruno Fernandes apontou ainda que o Centro de Recolha Oficial não acolhe novos animais há cerca de um ano. Sofia Ferreira admitiu que o acolhimento apenas acontece “em situações considerações excecionais”.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?