Recorde das 24 horas a correr batido em Guimarães

Vítor Rodrigues, ultramaratonista do Vitória, bateu, na manhã de sábado, dia 5, na Pista de Atletismo Gémeos Castro, o recorde nacional da distância em 24 horas a correr.

O atleta do Vitória percorreu 251,5 quilómetros, entre as 9h00 de sexta-feira, dia 4 e as 9h00 de sábado, dia 5. Um recorde oficioso que não pode ser averbado por não ser estabelecido numa prova oficial.

“É um herói vitoriano, alguém que corre por amor à camisola. O Vítor está de parabéns, em nome do Vitória quero agradecer-lhe por continuar a elevar o nome do clube tão alto”, afirma o vice-presidente do Vitória, Pedro Guerreiro.

Pedro Guerreiro esteve na Pista Gémeos Castro a dar força ao atleta do clube em vários momento, na partida, ao longo da noite e logo a partir da 7h00 da manhã de sábado.

O desafio para Vítor Rodrigues era ultrapassar a melhor marca nacional (236,5 quilómetros), estabelecida por Luís Gil, nos Campeonatos do Mundo de 2019, em Albi, França. Percebeu-se muito cedo que, a menos que acontecesse algo inesperado, esse objetivo seria cumprido. A partir desse momento, Vítor Rodrigues passou a correr para alcançar os 250 quilómetros, o que também veio a conseguir.

Ao longo das 24 horas, Vítor Rodrigues só fez paragens para ir à casa de banho. A alimentação, preparada pelo nutricionista, que acompanhou a prova minuto a minuto, foi feita sem parar de correr. Numa das noites mais frias do ano, para manter a temperatura corporal, o atleta foi ingerindo bebidas quentes.

Vítor Rodrigues pretendia chamar a atenção para a questão da saúde mental e para a importância do desporto, particularmente o que é praticado ao ar livre, para ultrapassar estes problemas. “Ninguém caminha sozinho”, é o lema do atleta.

Vítor raramente correu sozinho. Ao longo das 24 horas teve vários atletas do Vitória e de outros clubes que treinam na Pista Gémeos Castro, que o foram acompanhando ao longo de algumas voltas. Muitos anónimos, alguns conhecidos, como Dulce Félix, Manuel Mendes e José Capela.

Foram mais de 625 voltas aos 400 metros da pista, para firmar um novo recorde, que ultrapassa o anterior em 15 quilómetros.

As 24 horas a correr são uma forma de ultramaratona, em que o atleta procura correr a maior distância possível em 24 horas. O recorde do mundo pertence ao grego Yiannis Kouros, desde 1997, com uma impressionante marca de 303,5 quilómetros. A melhor marca feminina na especialidade pertence a norte-americana Camile Herron, com 270,1 quilómetros, alcançados, em outubro de 2019, nos Campeonatos do Mundo.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?