Oposição diz que vagas nas creches “tardam em estar ao dispor de quem precisa delas”

A falta de vagas nas creches e berçários em Guimarães foi um, dos vários pontos de discussão, da reunião do Executivo que se realizou esta segunda-feira, dia 01 de julho.

© Direitos Reservados

A oposição começou por confrontar os socialistas sobre “o flagelo que os vimaranenses encontram” neste momento, uma vez que “35% das crianças em Guimarães não têm lugar nas creches”.

Bruno Fernandes, vereador do PSD eleito pela coligação Juntos Por Guimarães, reiterou aquilo que diz tratar-se de “um dos principais direitos” das crianças: um lugar numa instituição. No seu discurso vincou que “tenho dito ao longo dos últimos anos “que é urgente que Guimarães tenha uma resposta social ao nível das creches e dos berçários para que os jovens casais tenham esta resposta, de forma a atrair e fixar jovens”.

A oposição acredita que, apesar de terem sido anunciadas algumas soluções, estas não satisfazem: Esta situação, afirmou, “devia ter merecido há mais tempo uma preocupação acrescida e uma reposta eficaz. Apesar de terem sido anunciadas um conjunto de respostas, elas tardam em estar ao dispor de quem precisa delas”.

O vereador assumiu que o partido já apresentou soluções que poderiam ajudar a combater este problema, nomeadamente “escolas que estavam a encerrar e podiam ser convertidas ou medidas transitórias porque a natalidade também tem as suas oscilações”, garantindo que qualquer medida deve ser pensada “a curto prazo e não a médio/longo prazo”.

Adelina Paula Pinto, vereadora da Educação, intercedeu para comunicar ter tido recentemente uma reunião com Alexandre Homem Cristo, secretário de Estado da Educação, acrescentando que há, efetivamente,  “um trabalho enorme que o município está a fazer para aumentar o número de vagas disponíveis”.

Vincou ainda a importância de um projeto que envolve o município e o hospital vimaranense para o acompanhamento das crianças “desde que nascem, no cruzamento com as instituições com as quais se relacionam”, dando como exemplo o projeto “Creche Feliz”, financiado pela Fundação Belmiro de Azevedo, que pressupõe o envolvimento dos profissionais das creches em ações regulares de formação.

Paula Oliveira, vereadora da Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães disse não querer esconder a falta de vagas nas creches do concelho, reconhecendo que “na cidade há uma pressão maior”.

Ainda assim, a vereadora defendeu que “o munícipio, desde já há alguns anos, tem trabalhado com as IPSS, apoiando-as em obras de beneficiação, de adaptação de espaços e aquisição de mobiliário”. A vereadora explicou que, ainda assim, a taxa de cobertura em Guimarães é de 65%, enquanto a média distrital é de 51,3 por cento”.

Paula Oliveira anunciou que “há mais 247 novos lugares criados diretamente pela Segurança Social e pelo município, foram criados ao todo 338 lugares”, reforçando ainda que “apesar ser não ser suficiente, foi um esforço”.

A vereadora socialista revelou que “muitos dos projetos que não têm comparticipação do PRR foram pagos com o apoio do município. A breve prazo teremos mais oferta da Cooperativa Mais Polvoreira, com 84 lugares, a Associação Pevidém a Cores que vai abrir 42 lugares, a Albano Coelho Lima vai reforçar também a disponibilidad de vagas nas creches. A serem aprovados teremos 617 novos lugares. Não está tudo feito, mas não é correto dizer que o município não fez nada e não foi pró-activo, até porque aqui se nota o trabalho do município com as IPSS”.

A vereadora terminou mencionando que a medida da gratuitidade adotada pelo Governo “é uma boa medida mas o território não estava preparado para acompanhar”. Reforçou ainda que “em relação ao Verbo Divino, neste momento, já esta licenciada a estrutura e está para validação do provincial desta ordem religiosa em Roma, para que se possa avançar então com a disponibilização dos 120 lugares no próximo ano letivo”.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES