SETOR DA HOTELARIA FORTEMENTE CONDICIONADO EM GUIMARÃES

Com o turismo altamente condicionado, o setor da hotelaria é um dos mais afetados pela pandemia de coronavírus. Na cidade berço há hotéis que já fecharam temporariamente e outros que continuam a ponderar essa decisão.

O Santa Luzia ArtHotel anunciou esta quarta-feira, 18 de março, que as suas instalações estarão encerradas temporariamente. “Esta a única medida que neste momento permite assegurar condições de segurança e saúde dos nossos clientes e colaboradores, sendo que a reabertura será concretizada assim que haja a garantia de que as referidas condições estejam retomadas”, explica a direção do hotel, ao Mais Guimarães.

O Hotel da Oliveira apresenta 100% de cancelamentos nos meses de março e abril. Segundo a direção, os cancelamentos também já se começam a verificar para o mês de maio. O hotel continua a colocar em práticas todas as medidas propostas pela Direção Geral de Saúde (DGS), que já estavam até planeadas há algum tempo. Neste momento, 90% dos funcionários trabalham a partir de casa, num sistema de rotatividade. O cenário de encerramento temporário está em cima da mesa, segundo apurou o nosso jornal.

Por outro lado, a Pensão das Trinas, situada na rua das Trinas, refere ao Mais Guimarães que continua com hóspedes e que, apesar dos muitos cancelamentos, o cenário de encerramento não está a ser equacionado.

Segundo o boletim da situação epidemiológica da DGS, divulgado esta quarta-feira ao final da manhã, o número de infeções com o novo coronavírus subiu para 642, estando 89 pessoas internadas, 20 delas em cuidados intensivos. A aguardar resultado laboratorial estão ainda 351 casos suspeitos e, desde o início do ano, já foram registados 5067 casos suspeitos.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?