Sinos vão ecoar para celebrar a Páscoa em Guimarães

Tanto esta sexta-feira como no domingo de Páscoa o ecoar dos sinos servirá para celebrar a Páscoa em Guimarães.

Em tempos de confinamento, o Compasso Pascal não irá percorrer, como habitualmente, as ruas do concelho, neste domingo de Páscoa. Além disso, nesta sexta-feira,  a procissão do “Enterro do Senhor” também não irá realizar-se em Guimarães.

Nesse sentido, a Real Irmandade de Nossa Senhora da Consolação e Santos Passos informa que, esta sexta-feira , pelas 15h00, os sinos da sua igreja “em lembrança da dolorosíssima morte de Nosso Senhor Jesus Cristo”, ecoará o “toque de anúncio de morte”, a que se juntam as igrejas da Nossa Senhora da Oliveira, S. Dâmaso, S. Francisco, S. João Baptista de Penselo, S. Miguel de Creixomil, S. Paio, S. Pedro de Azurém, S. Pedro do Toural, S. Romão de Mesão Frio, S. Sebastião, S. Vicente de Mascotelos, Santiago de Candoso, Sta. Eulália de Fermentões e Sta. Marinha da Costa. Às 21h00 de sábado , com toque festivo, assinalarão “o início da Solene Vigília Pascal”.

Ao Mais Guimarães, o padre Carlos Sousa informou ainda que, no  dia de Páscoa, domingo, os sinos das várias igrejas do centro da cidade ecoarão durante praticamente durante todo o dia. “De cinco em cinco minutos, uma igreja irá ecoar o toque em sinal de festa”, revelou. Ainda no domingo tocarão em conjunto, às 09h05, 12h05, 15h05, 18h05 e 21h05.

Para o pároco este “é um sinal de interligação”. “Cada um está em sua casa, a celebrar sozinho. Assim também há esta comunhão que nos faz falta, principalmente às pessoas que estão isoladas e mais sós”, acrescentou. Aderem a esta iniciativa as seguintes Igrejas: São Francisco, São Pedro de Azurém, Santo Estêvão de Urgeses, São Miguel de Creixomil, São Dâmaso, São Paio, São João Baptista de Penselo, São Mamede de Aldão, Candoso (São Tiago), Santos Passos, São Vicente Mascotelos, Nossa Senhora da Oliveira, São Pedro do Toural, Santa Marinha da Costa, Santa Eulália de Fermentões e São Sebastião.

O pároco considera que a “vinda dos compassos pascais era o sinal de vivência de Páscoa”  e que, este ano, será necessário “encontrar uma forma diferente” de a celebrar. “Não vem o compasso, mas vem a Páscoa na mesma. Queremos que isto passe o quanto antes e volte o quanto antes à possível realidade”, frisou.

Haverá ainda a transmissão de eucaristias no facebook do Arciprestado de Guimarães e Vizela nos seguintes horários: sexta pelas 15h00, sábado às 21h00 e domingo pelas 11h00.

No mesmo comunicado pode ler-se que vários sacerdotes da Zona Pastoral da Cidade, Arciprestado de Guimarães e Vizela, têm-se reunido virtualmente “para dialogar e rezar em conjunto, ao terminar cada dia”. Nesse sentido, “partilham as preocupações destes dias no que diz respeito às responsabilidades sociais que lhes estão confiadas enquanto responsáveis de Centros Sociais e traçam linhas de acção pastoral em tempo de confinamento”.

*Notícia atualizada às 11h32 com informações do Arciprestado de Guimarães e Vizela.

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?