Vacinação Covid-19: Tudo a postos no Pavilhão Multiusos

Arranca esta terça-feira, no Pavilhão Multiusos de Guimarães, o processo de vacinação da população. Esta semana, o município espera ainda vacinar cerca de 1.500 pessoas, entre terça e quinta-feira. Deste conjunto, 744 idosos têm mais de 80 anos, enquanto 700 utentes, entre os 50 e os 64 anos, têm patologias associadas. A partir de março, a previsão diária de vacinação é de 500 pessoas.

Nesta fase, estão incluídos os cidadãos com mais de 80 anos e as que tendo mais de 50 anos tenham comorbilidades, de acordo com a norma: doença coronária, insuficiência cardíaca ou renal ou doença pulmonar obstrutiva crónica. O centro funcionará entre as 8h30 e as 19h30.

Em Guimarães, o processo de vacinação acontecerá no centro montado para o efeito no Pavilhão Multiusos, numa colaboração entre o ACES do Alto Ave, a Câmara Municipal de Guimarães e a Tempo Livre. As equipas que integram este centro foram recrutados em todas as unidades do ACES: Unidade de Saúde Pública (USP), Unidade de Cuidados Continuados (UCC), Unidade de Cuidados de Saúde Personalizados (UCSP).

Este foi o local escolhido devido à “capacidade de estacionamento, de proximidade e de acessibilidade, bem como de dimensões físicas e infraestruturas para ser adaptado como posto de vacinação. Esta estrutura foi idealizada com o objetivo de cumprir todas as regras de distanciamento social e de higiene, no sentido de garantir as melhores condições para este processo da vacinação”, referiu José Novais de Carvalho.

O diretor executivo do ACES do Alto Ave adiantou, na passada sexta-feira, dia 19, ao Mais Guimarães, que a vacinação neste agrupamento de centros de saúde começou por Mondim de Basto e Cabeceiras de Basto, no dia 17. “A vacinação avança agora para Fafe, Guimarães e Vizela. Em cada um destes concelhos há um centro de vacinação específico”, disse Novais de Carvalho.

Ainda segundo aquele responsável, ao contrário do estava previsto, “os contatos não serão feitos, nesta fase, centralmente, pelos Serviços Partilhados de Saúde. Os utentes receberão uma chamada telefónica (email ou carta) da sua Unidade de Saúde Familiar, em que terão que manifestar a sua disponibilidade para receber a vacina. Depois disto, será marcado um dia e uma hora para serem inoculados.”

Município dará apoio ao transporte para vacinação

No final da reunião de Câmara desta segunda-feira, Domingos Bragança adiantou que o município dará “todo o apoio, em articulação com as juntas de freguesia e até com as Instituições de Solidariedade Social, sinalizando bem as pessoas que tenham dificuldade em se deslocarem ao espaço Multiusos. Estamos a trabalhar para dar o apoio do transporte para a vacinação por parte da Câmara Municipal”, disse.

Domingos Bragança salvaguardou ainda que a vacinação “é competência, e bem, da “task force” criada pelo Governo, “é ela que define as prioridades, quem tem de ser vacinado e em que condições isso tem que acontecer. A Câmara salvaguardará todas as condições para que tudo corra bem.”

O Município adiantou, na sexta-feira dia 19, em comunicado, que “quase a totalidade dos utentes e funcionários de Lares de Idosos, Estruturas Residenciais e Unidades de Cuidados Continuados do concelho de Guimarães foram já vacinados. Uma vez que ainda estão a ser eliminados surtos epidemiológicos em quatro instituições, o processo de vacinação em lares de Guimarães fica concluído em meados de março, com a toma da segunda dose.”

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?