VEREAÇÃO DELIBERA SUBSÍDIOS PARA PROJETOS CULTURAIS DO CONCELHO

© Mafalda Oliveira/ Mais Guimarães

Ainda que o novo regulamento de apoio às iniciativas culturais promovidas no município — o IMPACTA, apresentado no último sábado — preveja que as candidaturas à atribuição de apoios financeiros à circulação de projetos culturais na área concelhia sejam realizadas apenas no mês de setembro (para se definirem os projetos apoiados em 2021), o  executivo vimaranense propõe uma atribuição “nos moldes tradicionais” a algumas áreas de intervenção. Quer isto dizer que bandas musicais e orquestras, grupos folclóricos, grupos de teatro, grupos corais, grupos de música e escolas de música poderão ter acesso às verbas propostas mais cedo.

Em fase transitória e “de forma a não prejudicar o seguimento da política prosseguida pela Câmara Municipal de Guimarães” neste âmbito, a proposta de Protocolos de Descentralização Cultural 2020 prevê a atribuição de subsídios de 79.450,00 euros. A fatia maior seguirá para grupos folclóricos (mais de 22 mil euros), seguindo-se-lhes as bandas musicais e orquestras (19.500,00 euros). Para os grupos de teatro, a verba disponível é de 16.500,00 euros; já para escolas de música e grupos de música, o montante a ser deliberado e votado é de 7.250,00 e 7.200,00 euros, respetivamente. No que toca aos grupos corais, a proposta aponta para os 6.400,00 euros.

Esta é uma das propostas patentes na agenda da Ordem de Trabalhos da próxima reunião de câmara, a realizar na segunda-feira, dia 24 de fevereiro.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?