VÍTOR CAMPELOS CRÊ EM “BOA RESPOSTA” DO MOREIRENSE FRENTE AO BRAGA

O Moreirense é uma “equipa em crescimento” e tem capacidade para reagir ao desaire sofrido com o Vitória de Setúbal, na semana anterior, para a Taça da Liga, com uma boa prestação em Braga, contra uma “equipa forte”, disse este sábado o treinador Vítor Campelos, na antevisão à jornada inaugural da Primeira Liga.

“Vamos encontrar um plantel extremamente forte, mas o Sporting de Braga também vai ter um jogo difícil, porque estamos preparados e trabalhamos bem durante a semana. Creio que vamos dar uma boa resposta neste primeiro jogo do campeonato. É uma das primeiras finais, porque o campeonato vai ser competitivo. Temos os nossos argumentos, a nossa qualidade e o nosso valor”, realçou, na antecâmara do encontro agendado para as 21:00 de domingo, no Municipal de Braga.

Essa boa resposta, explicou, passa por “tentar contrariar” o historial negativo naquele estádio – seis derrotas e três empates para a Liga – e por somar três pontos. O empate, disse ainda, pode também ser bom, dependendo da produção da equipa durante o jogo.

O líder do plantel cónego assumiu que os seus jogadores não produziram aquilo que pretendia em Setúbal (derrota por 1-0 para a Taça da Liga), principalmente em inferioridade numérica, mas vincou que os seus jogadores, ainda a “conhecerem a realidade do clube”, trabalharam “todos os aspetos” do jogo para se tornarem melhores. “Não se constrói uma equipa num estalar de dedos. Sentimos que de dia para dia estamos mais fortes e vamos estar preparados para cumprir os nossos objetivos”, disse.

Apesar de Ibrahima e Texeira estarem lesionados e Fábio Pacheco castigado, após o vermelho direto no Bonfim, Vítor Campelos disse ter “confiança total” nos restantes elementos do seu grupo, que “estão à espera de uma oportunidade”, e pediu ainda aos adeptos do Moreirense para comparecerem em “grande número” à Pedreira, de forma a constituírem uma “força extra” para o desempenho da equipa.

O técnico abordou também os objetivos do emblema vimaranense para a época 2019/20, tendo dito que o primeiro objetivo é a “manutenção entre a elite do futebol português”. Depois de garantidos os “pontos suficientes”, o Moreirense pensa “ficar o mais acima possível na tabela” e, ao mesmo tempo, “potenciar jogadores” para garantir receitas extra que lhe permitam sustentar a academia em construção, na antiga Quinta da Devesa, em Guardizela, a cerca de 100 metros do estádio do clube.

 

 

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?