Vitória com processo disciplinar e festejos provocadores de Yago sem castigo

© Direitos Reservados

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol instaurou um processo disciplinar ao Vitória na sequência do jogo com o Portimonense, embora o Vitória ainda não tenha sido notificado do teor do processo.

Ainda de acordo com o mapa divulgado, o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol ainda aguarda esclarecimentos sobre outros acontecimentos registados no jogo, nomeadamente após os festejos provocatórios de Yago junto à massa adepta vitoriana.

O jogador brasileiro, que nos festejos utilizou a bandeirola de canto para “metralhar” os adeptos vitorianos, foi multado em 21 euros, na sequência do amarelo mostrado pelo árbitro Ricardo Baixinho.

O vice-presidente Nuno Leite, por ter entrado em campo para confrontar um elemento da equipa de arbitragem, foi suspenso por dez dias e multado em 450 euros.

O Team Manager Pedro Gonçalves, também por ter saído da área técnica para protestar com um elemento da equipa de arbitragem, foi suspenso por oito dias e multado em 357 euros.


O treinador Moreno Teixeira, que na ficha de jogo consta como treinador-adjunto, foi multado em 270 euros. Uma sanção justificada com o fato de ter estado, pontualmente, a dar instruções dentro do retângulo de jogo na primeira parte e por ter feito o mesmo, mas de forma permanente, durante toda a segunda parte.

©2023 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?