VITÓRIA DESPEDE-SE DA LIGA EUROPA DE CABEÇA ERGUIDA

Equipa vimaranense chegou ao intervalo a perder, mas, já depois dos 80 minutos, fez a remontada e assinou um triunfo em terreno alemão.

Vitória despede-se da competição europeia com triunfo.  © Armando Babani – EPA

O Vitória foi à Alemanha, deu a volta ao jogo e venceu por 3-2 o Eintracht. Numa remontada em terreno difícil, a equipa vimaranense saiu com uma vitória história de Frankfurt, que não chega para o apuramento à próxima fase na Liga Europa, algo que já estaria fora dos horizontes do Vitória, que se deslocou à Commerzbank-Arena com um 11 diferente do habitual.

E os vitorianos inauguraram o marcador: aos 8 minutos, Rochinha finaliza um lance de contra-ataque. À meia hora de jogo, deslize de Miguel Silva frente a Danny da Costa, que empatou a partida.

O Vitória saiu mesmo em desvantagem ao final da primeira parte, com o 2-1 de Gonçalo Paciência aos 38 minutos. No segundo tempo, os alemães procuraram travar os manejos vitorianos, mas foi preciso chegar a perto dos 90 minutos para se chegar à felicidade dos visitantes.

Aos 85 minutos, Al Musrati empatou o jogo depois de um canto de Pêpê. Marcus Edwards fechou as contas: remate à entrada da área, a bola sofre um desvio em Geslon Fernandes e entra na baliza de Frederik Rønnow.

Na flash interview após o jogo, Ivo Vieira disse sentir-se “muito orgulhoso com o que os jogadores fizeram”. “Fica uma marca do que o Vitória fez a nível europeu”, acrescentou, dizendo ainda que a equipa passou uma “imagem muito boa do futebol português”. O técnico apontou que o Vitória “merecia mais pontos do que o que somou”, mas que tem “de fazer por isso”. Ivo Vieira indicou que “custou perder pontos” contra o Arsenal, tanto fora como em casa, bem como frente ao Frankfurt, em Guimarães.

Relativamente à equipa, o treinador madeirense salientou “o bom crescimento da equipa” e a “solidez” do coletivo, principalmente “nos últimos três jogos”. Ivo Vieira deixou uma palavra aos adeptos e sócios vitorianos que se deslocaram à Alemanha, “que mais uma vez, num ambiente muito fervoroso” tal como o que se assiste “em casa”, vibraram com o jogo. Agora, o foco é a partida frente ao Gil Vicente, marcada para as 17h30 de domingo. Face ao calendário “mais leve”, Ivo Vieira afirma que isso não muda a mente do coletivo, com duas competições internas no horizonte — a I Liga e a Taça da Liga. “Temos de continuar a ser muito competitivos, a conquistar espaço na final four“, concluiu.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?