Vitória facultou informações à PSP e solicitou a não presença dos adeptos identificados no jogo

Forças de segurança foram avisadas, em várias reuniões, dos problemas que os adeptos do Hajduk podiam criar.

policia-barra

A atuação das forças policiais na véspera e no dia do jogo com o Hajduk Split, na passada quarta-feira, continuam a dar que falar e, segundo apurou o Mais Guimarães, os responsáveis vitorianos alertaram as forças de segurança para a probabilidade de existência de desacatos na cidade.

Num jogo considerado de “alto risco” pela UEFA, razão pela qual designou um Security Officer para o efeito, as forças de segurança receberam várias informações para que o trabalho pudesse decorrer sem incidentes.

Na véspera do jogo, na reunião de segurança realizada com a PSP, contando com a presença do Vitória, da UEFA e dos elementos de segurança do Hajduk Split, os responsáveis vitorianos e croatas alertaram para a possibilidade de adeptos do clube marcarem presença em Guimarães. Nesse mesmo dia, após ter tido conhecimento que os adeptos do Hajduk já se encontravam na cidade a criar desacatos, os contactos com a PSP não surtiram efeito, dado que a resposta recebida foi vaga. “Já estão a ser monitorizados”, terá sido a resposta.

Os vídeos dos incidentes, que começaram a circular pelas redes sociais, foram prontamente entregues aos Delegados da UEFA e, no dia de jogo, na reunião matinal, os responsáveis vitorianos solicitaram a retenção dos adeptos entretanto identificados pela PSP. Contudo, o pedido não teve o seguimento desejado e os adeptos croatas marcaram presença no D. Afonso Henriques.

PUBLICIDADE

Arcol

Partilhar

PUBLICIDADE

Ribeiro & Ribeiro
Instagram

JORNAL

Tem alguma ideia ou projeto?

Websites - Lojas Online - Marketing Digital - Gestão de Redes Sociais

MAIS EM GUIMARÃES