VITÓRIA QUER SUPERAR INTENSIDADE DO BOAVISTA COM QUALIDADE DE JOGO, DIZ IVO VIEIRA

O treinador vitoriano fez, este sábado, a antevisão da partida de amanhã frente ao Boavista, a contar para a 19ª jornada da Liga Nos. Ivo Vieira analisou igualmente o mercado de inverno.

©  Mais Guimarães

Ivo Vieira, antevê uma partida “difícil” e “intensa” frente ao Boavista, este domingo, 02 de fevereiro, às 20h00. Em conferência de imprensa, este sábado, o técnico vitoriano recordou que jogar no Bessa é, por norma, sinónimo de “muita competitividade”.

Questionado relativamente a mudanças no 11, em função do rendimento da equipa, Ivo Vieira admitiu que o Vitória tem obrigatoriamente que “fazer mais golos”. “Todos os que estão no futebol procuram ser mais efectivos na última fase do jogo, a finalização. Isso é que acrescenta pontos. Queremos melhorar esse aspecto, porque o volume ofensivo da equipa tem sido suficiente para que isso acontecesse de forma natural”, afirmou.

O técnico admitiu que o Boavista é “uma equipa intensa por tradição, com atletas muito intensos nas acções do jogo” e que, para conseguir um resultado positivo, o Vitória terá de “superar essa intensidade nos duelos no jogo e tentar fazer a diferença na qualidade do jogo”.

Tapsoba e o mercado de Inverno

Relativamente ao mercado de inverno às alterações sofridas no plantel vitoriano, Ivo Vieira referiu-se a Tapsoba dizendo que é “um bom profissional” e que “mereceu o que lhe aconteceu”. “Era o nosso melhor marcador. É uma perda grande”, confessou.

Ainda sobre Tapsoba, Ivo Vieira sublinhou que a “parte mais meritória é do jogador, pelo que é como homem e atleta”. “No ano passado esteve num contexto muito difícil na equipa B e quando chegou à equipa A não tinha efectuado um minuto na Liga. Revelou-se uma mais valia em seis meses. Conseguiu afirmar-se e ser o melhor marcador da equipa. (…) Não cometo um exagero a dizer que era um dos melhores centrais a jogar em Portugal”, assumiu.

Sobre as aquisições, Ivo Vieira apontou que as contratações passaram sobretudo por atletas jovens, que, a partir de hoje, “vão à luta”. “Temos de perceber que estes atletas têm de ter algum espaço, pela sua juventude. Todos os clubes passam por dificuldades financeiras, e esta é a forma encontrada pela nossa liderança e na qual queremos acreditar. É difícil encontrar jogadores feitos a baixo custo, esses jogadores custam muito dinheiro”, admitiu o treinador.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2020 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?