12 CASOS DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA ENTRE AS OCORRÊNCIAS PRÉ-HOSPITALARES

Os números, revelados pelo INE, dizem respeito ao ano de 2018 e analisam as 16.732 ocorrências pré-hospitalares registadas em Guimarães. Dessas, 12 deveram-se a violência doméstica, maus tratos e negligência.

Em 16.732 ocorrências pré-hospitalares no ano 2018 em Guimarães, 12 deveram-se a situações de violência doméstica, maus tratos e negligência.

Os dados foram revelados pelo INE (Instituto Nacional de Estatística), na quarta-feira, 06, véspera do dia de Luto Nacional pelas Vítimas de Violência Doméstica. 2.325 casos registados em Portugal Continental é o mais recente valor avançado pelo INE, no que diz respeito às ocorrências pré-hospitalares em casos de violência doméstica, valor que está em tendência de subida desde o último ano analisado, 2015.

Em 2018 fixava-se nos 2099, nos 1994 em 2017 e, em 2016, nos 1743. Já no concelho vimaranense os dados apontam em sentido contrário, apesar de uma subida em 2017. Olhando para 2018, registaram-se 12 ocorrências pré-hospitalares, número inferior ao de 2017, em que foi de 24. No entanto, em 2015 foram 18 as ocorrências, valor que passou para 17 em 2016.

Numa comparação com os dados de concelhos vizinhos, como Braga e Famalicão, os números vimaranense são mais baixos. Braga registou 44 ocorrências pré-hospitalares por violência doméstica, maus tratos e negligência, enquanto que Vila Nova de Famalicão registou 32.

Sendo a violência doméstica considerada um crime público desde 2000, há o dever de, qualquer pessoa que tenha conhecimento de algum caso, o reportar às autoridades.

Leia o artigo na íntegra na edição desta semana do Mais Guimarães.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?