24 de junho de 2028

Por Eliseu Sampaio,
Diretor do grupo Mais Guimarães

É da mais elementar justiça que o Dia de Portugal se comemore a 24 de junho e que este dia seja, por esse motivo, eleito feriado nacional.

Num país que comemora a Implantação da República, ou a Restauração da Independência, não se celebrar o dia em que a nação nasceu, não faz qualquer sentido.

24 de junho de 1128, dia da batalha de S. Mamede, foi, de facto o primeiro dia, o primeiro ato de afirmação de Portugal. A todos os 24 de junho Portugal faz anos! E daqui a sete anos fará 900.

Esta semana, Domingos Bragança anunciou o objetivo de Guimarães realizar, em 2028, comemorações dignas dessa efeméride. Guimarães, e os vimaranenses devem iniciar já o trabalho de preparação desse momento de afirmação da cidade como berço da nacionalidade e berço da lusofonia.

Há umas semanas, como membro da Grã Ordem Afonsina, participei numa reunião com Domingos Bragança, em que apresentámos esta urgência em sensibilizar e envolver a comunidade para esse momento especial.

É, por isso, com satisfação que vemos o presidente da Câmara Municipal anunciar este objetivo comum, este desígnio vimaranense.

É hora de iniciarmos esse caminho, de afirmação de Guimarães no país e no mundo lusófono, e de cerrarmos fileiras na defesa do Dia de Portugal.

Que, não sendo antes, pelo menos em 2028, ao 24 de junho seja feita justiça.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?