24 horas a correr: Manuel Mendes dá uma ajuda a Vítor Rodrigues

À passagem do quilómetro 108, o maratonista olímpico vimaranense Manuel Mendes apareceu na Pista Gémeos Castro para dar uma força ao ultramaratonista do Vitória, Vítor Rodrigues. O atleta está a tentar bater o recorde de Portugal da distância em 24 horas a correr.

No momento em que completava o quilometro 108 ultramaratonista ainda tinha pela frente mais 14h47’14”, para perfazer as 24 horas. Naquela momento Vítor Rodrigues levava uma média de 11,7 km por hora. “Um tempo muito bom, que nos dá alguma margem para o abrandamento que vai haver durante a noite, com o frio”, afirma Fernando Amorim, da organização.

O atual recorde são 236,577 quilómetros, estabelecidos por Luís Gil, no Campeonato do Mundo da especialidade, realizado, em 2019, em Albi, França.

Vítor Rodrigues corre com um objetivo desportivo, bater o recorde de Portugal da distância em 24 horas a correr, mas também por uma causa, a saúde mental. “Ninguém deve caminhar sozinho”, lê-se na página de Facebook do ultramaratonista.

Fernando Amorim estava a explicar isto, quando chegou à pista o maratonista olímpico, Manuel Mendes, para acompanhar Vítor Rodrigues ao longo de alguns quilómetros. “É isto, ninguém deve correr sozinho”, comentou. Manuel Mendes é atleta do Vitória, tal como Vítor Rodrigues, foi medalha de bronze nos Paralímpicos de Londres, em 2016, e está apurado para Tóquio.

Durante a manhã, quando o tempo esteve mais agreste foi Dulce Félix quem acompanhou Vítor Rodrigues durante algumas voltas.

Se Vítor vier a bater o record este o não poderá ser homologado como oficial, uma vez que não se trata de uma prova, é antes um caso de superação pessoal de um atleta que não é profissional.

Vítor é Guarda Nacional Republicano e, por isso, a hipótese de adiar, quando se soube do frio e do mau tempo, nunca foi considerada. “Esta era a oportunidade que havia, tínhamos que agarrar”.

As 24 horas completam-se às 9h00 de sábado, dia 5. Entre as 23h00 e as 5h00, com a Pista Gémeos Castro encerrada, “vamos estar em confinamento aqui”.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?