André Ferreira: “Fizerem ouvidos moucos”

CR Candoso, GTEAM e ACRD Nespereira são os representantes de Guimarães nas meias-finais da Taça da Associação de Futebol de Braga de futsal sénior feminino. A competição irá decorrer no pavilhão da Universidade do Minho, em Braga, mas as datas e os horários impostos pelo organismo mereceram desagrado por parte de alguns responsáveis.
André Ferreira, treinador da GTEAM, dá voz à insatisfação coletiva. “Numa altura em que tanto se apregoa o apoio ao futsal e ainda mais ao futsal feminino, agendar as meias finais para sábado de manhã e a final para domingo de manhã, não é nada benéfico. Estamos a falar de atletas seniores que trabalham e que não são profissionais”, começou por dizer.

“Tentamos sensibilizar a AF Braga para este facto, mas fizeram ouvidos moucos. Aliás, esta competição está agendada desde o início da época e as equipas só tiveram conhecimento da hora e local no passado dia 22”, acrescentou.

E prosseguiu. “A desculpa é que não há pavilhões disponíveis e os que há não levam muito público, o que acaba por ser no mínimo cómico, porque acreditar numa enchente com jogos marcados para as 9 horas da manhã é no mínimo utópico. Depois, há ainda a cereja no topo do bolo que é a final de juniores masculinos ser nos mesmos dias, mas no período da tarde. Acreditando que a esmagadora maioria dos atletas juniores ainda deverá estudar, o mais lógico seria as equipas seniores jogarem no período da tarde e os juniores da manhã. Se calhar, o que pesou na decisão foi o adjetivo ” feminino ” e não a faixa etária. Corremos o risco de não ter as melhores artistas em jogo e a culpa será da AF Braga”, concluiu.

©2022 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?