Autarquia vota apoios à Contextile 2020, que irá seguir diretrizes da OMS e da DGS

© Direitos Reservados

Na próxima reunião municipal, o executivo irá discutir a atribuição de subsídio de cerca de 40 mil euros e do prémio de aquisição à Contextile 2020 – Bienal de Arte Têxtil Contemporânea. A 5ª edição do evento, que decorrerá entre 05 de setembro a 25 de outubro, irá realizar-se de acordo com as diretrizes da Organização Mundial de Saúde (OMS) e da Direção Geral de Saúde (DGS), segundo a agenda de trabalhos da reunião da próxima segunda-feira, 18 de maio.

No mesmo documento, pode ler-se que a Contextile de 2020 irá “redirecionar todos os conteúdos previstos” para cumprir com as diretrizes da OMS e da DGS  para, “criativamente, reinterpretar o momento que estamos a viver”.

“A crescente adesão da comunidade artística nacional e internacional ao desafio de colocar o têxtil no contexto da criação artística contemporânea, tem vindo a superar todas as previsões, e é com essa grande expectativa (de crescente adesão e participação) que se prepara o programa da Contextile 2020”, escreve a autarquia.

Recorde-se que o certame contou com uma participação de 870 artistas de 65 países que propuseram cerca de 1150 obras de arte, respondendo à OpenCall que encerrou a  1 de março para a Exposição Internacional. Segundo a organização, trata-se de um aumento de 40% relativamente a 2018, na participação de artistas e obras -“um novo recorde”.

A Contextile “não só pretende entrelaçar a tradição e inovação no têxtil com a cultura e a criatividade, sublinhando a importante marca identitária que tem deixado desde 2012, aquando da Capital Europeia da Cultura, e projetando Guimarães como Território de Cultura Têxtil”, escreve a organização.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?