Caldas das Taipas pretende ser uma freguesia livre de Cortaderia

A Junta de Freguesia removeu um aglomerado denso da espécie invasora erva-das-pampas [Cortaderia selloana], existente no campo da entrada sul da Vila.

“É importante detetar as infestações logo no início para se intervir com eficácia, como por exemplo nas erva-das-pampas [Cortaderia selloana], que já está presente na freguesia”, pode ler-se numa publicação no Facebook da Junta de Freguesia das Caldas das Taipas.

“Queremos ser uma freguesia livre de Cortaderia”.

Um dos maiores problemas desta espécie invasora são as alergias que provoca e cada planta pode produzir até um milhão de sementes que são facilmente dispersas pelo vento e que podem ‘viajar’ pelo ar até 30 quilómetros de distância da planta-mãe.

“As plumas da planta removida foram colocadas num saco plástico para apodrecimento das sementes”.

Desde 2018 que a Junta de Freguesia e a Brigada Verde têm tido uma ação efetiva no controlo das espécies invasoras nas margens do rio Ave, da ribeira da canhota e da ribeira da Agrela, revela ainda a publicação.

A Junta de Freguesia tem atuado no combate às espécies invasoras da Freguesia, nomeadamente, na tintureira [Phytolacca americana], nos espanta-lobos [Ailanthus altissima], na erva-da-fortuna [Tradescantia fluminensis] e nas mimosas [Acacia dealbata].

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?