Casa do Hospital congratula-se com “crescimento superior a 100% da comunidade associativa”

A Casa do Pessoal do Hospital de Guimarães assinalou o seu 30.º aniversário com um Jantar de
Gala, na passada sexta-feira, dia 14 de outubro.

© Direitos Reservados


Integrado num conjunto de iniciativas realizadas naquela semana, o jantar contou com a presença
de cerca de 200 pessoas. No momento, a atual direção aproveitou para homenagear todos
aqueles e aquelas que “mantiveram o espírito de cumprimento da missão da Casa do Pessoal na
liderança da associação durante os seus 30 anos”, referiu a Casa do Pessoal em comunicado às redações.

O presidente da Direção, Tiago Oliveira, referiu na ocasião que “a Casa do Pessoal é aquilo que
os seus sócios quiserem que ela seja” e que a Casa do Pessoal é sinónimo de “ideias,
minutos de boa disposição, horas de descontração, anos e anos de boas memórias”.

“Queremos continuar a marcar a diferença, a contribuir de forma significativa para o bem-estar de todos
aqueles que têm ou tiveram ligação profissional ao Hospital de Guimarães. Os tempos de hoje são diferentes dos de antigamente, a comunidade de hoje é diferente da do passado, no entanto o entusiasmo da nossa ação é o mesmo e procuramos sempre fazer o melhor por aqueles que servimos”, afirmou.

O dirigente deu ainda a conhecer que “no ano do 30.º aniversário da Casa do Pessoal se iniciou
um novo projeto, novas iniciativas, e um dos melhores presentes que pudemos ter foi um
crescimento superior a 100% da comunidade associativa”.

Também presente no evento, a enfermeira diretora do Hospital da Senhora da Oliveira Guimarães, Ana Luísa Bastos, sublinhou “o papel fundamental da Casa do Pessoal na motivação da comunidade hospitalar, na satisfação de necessidades individuais e coletivas, fora do âmbito profissional, e que a ação da Associação contribui para a melhoria da rotina dos profissionais e que os seus benefícios são uma forma de melhorar a qualidade destes através das atividades de lazer que promove”.

Já a vereadora da Câmara Municipal de Guimarães, Sofia Ferreira, em representação da autarquia, fez alusão à importância do associativismo no contexto hospitalar, no contributo significativo para a prestação de cuidados de saúde mais humanizados e para o bem-estar das pessoas no seu ambiente de trabalho.

O objetivo principal da CPHG é “aliar a componente laboral à parte social, de convívio e descontração, para ajudar num equilíbrio de saúde física e mental dos seus associados”, e, por consequência, trazer “mais e melhores resultados de saúde para os utentes do Hospital e suas famílias”.

©2023 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?