CDU ESTÁ SOLIDÁRIO COM A GREVE DOS MOTORISTAS

Esta sexta-feira marca mais um dia de greve dos motoristas do setor privado dos transportes de passageiros, que desde o passado dia 25 ficam junto à Central de Camionagem de Guimarães para se manifestarem, com o objetivo de verem o seu salário ser aumentado para 700 euros. Está previsto que este seja o cenário até 05 de abril.

A CDU, representada pelas candidatas às eleições ao Parlamento Europeu, Mariana Silva e Laura Tarrafa, estiveram esta manhã em Guimarães, ao lado das dezenas de motoristas. Em declarações ao Mais Guimarães, Mariana Silva afirmou que esta é “uma luta justa”. “É uma luta por melhores salários, é uma luta por outras condições de trabalho, que são exigidas a estes trabalhadores que transportam pessoas, crianças, idosos. Que transportam muitas vezes pessoas em autocarros menos condignos e, por isso, está nas mãos deles a segurança dos utentes”, disse, acrescentando que como há cada vez mais promoção da utilização dos transportes públicos, os motoristas devem ter “as condições de trabalho necessárias”. “Não podemos continuar a permitir que quem transporte pessoas ganhe menos do que quem transporta materiais”, apontou.

Relativamente à falta de transportes que a população tem sentido devido à greve, Laura Tarrafa referiu que “é preciso explicar às pessoas o porquê destes trabalhadores estarem a lutar”. “Se a comunidade perceber que estes trabalhadores estão a lutar por melhores condições salariais – e quando falamos em melhores condições estamos a falar num aumento do salário para 700 euros, não estamos a falar de milhões – e também por melhores condições de horários, as pessoas vão sentir-se muito mais seguras por estarem a ser transportadas por um motorista feliz no seu trabalho”, mencionou.

Mariana Silva abordou ainda o plano para a rede de transportes públicos em Guimarães, que está a ser desenvolvido pela autarquia vimaranense. “A Câmara apresentou novas linhas, que abrangem mais população. Achamos que era necessário, sobretudo para que as pessoas possam escolher andar de transporte público ou andar de transporte individual. Por parte da Câmara, vemos que há esta intenção e vamos ver depois até onde isto vai”, referiu. Ainda assim, apontou que a CDU de Guimarães continua preocupada com algumas questões. “Sobretudo com o transporte a pedido, porque sabemos que há municípios que têm outra versão deste transporte a pedido, algo muito mais eficaz, do nosso ponto de vista. Têm paragens de autocarro fora do circuito normal, em que as pessoas passam o passe e o motorista sabe que está ali uma pessoa e desvia o caminho”, sublinhou.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?