Fábrica ampliada para zona urbana na Gandarela continua a dar que falar

Na sequência de um pedido de esclarecimentos feito pelo PAN Guimarães, a Câmara Municipal deu informações sobre os contornos do processo de ampliação e instalação de um silo, por parte de uma empresa de Gandarela. Mas, de acordo com nota enviada às redações pelo partido, estes esclarecimentos são imprecisos e não sossegam os moradores.

Foto: CMG

A CMG reconhece que foi entregue em agosto de 2018 um pedido de licenciamento para a ampliação da empresa ‘DL cozinhas’ para terrenos adjacentes, que estavam classificados como solo urbano, reservado para residências. “Por um lado é preocupante que os serviços camarários responsáveis não tenham reagido imediatamente no sentido de avaliar in loco os putativos  impactes desta obra, matando o problema à nascença. Por outro lado, é preocupante que havendo muitos parques industriais no concelho, alguns deles com terrenos e pavilhões disponíveis, alguém se lembre de ampliar uma fábrica para um zona residencial, pondo em causa a qualidade de vida dos moradores vizinhos, para já não falar da desvalorização imediata das habitações”, diz o porta-voz do partido, Rui Rocha.

O PAN sublinha ainda que “os serviços da Câmara continuam a desvalorizar a máquina causadora do maior número de queixas, aquela que produz um ruído contínuo durante o dia, remetendo para o projeto, no qual só faz referência à colocação de um silo” e acrescenta que “para os moradores pouco importa se é um silo ou não, o que não querem é aquele barulho de manhã à noite a entrar-lhes pelas casas adentro”.

O PAN acusa a Câmara de imprecisão na informação que prestou, quando afirma que teve conhecimento do problema em novembro de 2020 e afirma que teve acesso a correio eletrónico enviado para os serviços do Município, desde julho de 2019.

“O PAN reafirma a sua preocupação com esta situação, uma vez que os moradores gostariam que, pelo menos, o ruído, o cheiro e o fumo fossem resolvidos de uma vez por todas pela empresa. O partido espera que as queixas sobre fumos e cheiros, que foram encaminhadas para a CCDR-N, tenham efeitos positivos”, termina o comunicado do Partido Pessoas, Animais, Natureza.

©2021 MAIS GUIMARÃES - Super8

Publicidade

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?