FARMÁCIAS VIMARANENSES COLOCAM-SE AO LADO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL

As farmácias lançaram uma petição que visa proteger os estabelecimentos mais pequenos e distantes dos grandes centros. De acordo com a Associação Nacional das Farmácias, existem no país 675 que estão em risco, por se encontrarem com processos de penhora, em situações de insolvência ou com falta de medicamentos.

Em Guimarães, esta ainda não é uma realidade, mas as farmácias colocam-se ao lado da Associação Nacional e defendem que é preciso haver apoios para o setor. “Com as alterações das políticas de preços, desde 2014, criou-se um ‘buraco’, uma situação difícil de resolver. O preço dos medicamentos baixou e passou a haver menos interesse em vender para Portugal. Em consequência, acaba por haver situações de falta de medicamentos, mais sentidas em regiões menos povoadas e mais distantes dos centros urbanos”, revelou Carlos Pinto, responsável farmacêutico na Farmácia Vieira Brito.

“É preciso sermos sérios e haver atenção aos problemas do setor”, concluiu Paula Vieira e Brito, proprietária da farmácia.

Leia o artigo na íntegra na versão em papel do Mais Guimarães, já disponível nas bancas.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?