FREGUESIA DE INFANTAS

Patrícia Lemos,

Presidente da Junta de Freguesia de Infantas

Infantas, uma freguesia num cantinho de Guimarães que confronta com o leste da montanha da Penha. Remonta a sua origem ao século XI e reza a história que aqui viveram Dona Urraca e Dona Sancha, filhas do Conde D. Henrique e Dona Teresa. Uma freguesia de cariz rural que parece estar tão longe e na realidade se encontra tão perto do centro da cidade. Distam-nos apenas sete minutos.

A sua beleza, sossego e proximidade ao centro da cidade são os principais atrativos de quem cada vez mais nos procura como área de residência. Somos um povo sociável e acolhedor, onde as boas relações de vizinhança ainda caracterizam a nossa comunidade.

Infantas têm crescido e evoluído muito.

Fazem parte das minhas memórias as paisagens apresentarem apenas alguns aglomerados habitacionais e muitas casas isoladas. Lembro uma linha de comboio inutilizada, na qual passeávamos saltando por cima dos carris. Estradas eram poucas e serviços também.

Hoje, as habitações mais do que duplicaram, e a procura de zonas de construção continua a ser muita.

A rede viária cresceu imenso. Lembro máquinas que dividiam terrenos e abriam estradas. Lembro caminhos intransitáveis pelos buracos causados pelas chuvas. Estradas escuras, sem luz. Os esconderijos atrás das árvores pelo medo da passagem dos carros. Hoje, temos uma rede viária generosa, estradas pavimentadas e iluminação na maior parte das ruas.

A linha do comboio foi substituída pela pista de cicloturismo, a qual faz ligação a Fafe e Mesão Frio. Um equipamento muito utilizado quer por ciclistas, quer para a realização de caminhadas que deve ser explorado de forma individual, em grupo ou mesmo em família. Um espaço que recomendo com diversas paragens pois, as paisagens são magníficas e o som do vento passando entre os ramos das árvores, os pássaros que cantam e até o simples silêncio dão-mos o prazer do relaxamento e a recuperação de energias para enfrentarmos o stress do trabalho no dia-a-dia. Quando acompanhados dos filhos, aqui vos deixo uma sugestão explorarem o som do eco e os tuneis que atravessam a pista.

Quanto aos serviços, estes também evoluíram quer ao nível do comércio, quer do serviço social. Continuamos com as tradicionais “vendas” (mercearias), e a venda de bens essenciais porta a porta, mas temos hoje mais respostas comerciais. Quanto à área social, temos hoje escola com pré-escolar, um centro de convívio no qual funcionam diversas atividades direcionadas à terceira idade, mas também o Projeto CONSIGO. Um projeto de âmbito concelhio que visa promover a autonomia e bem-estar, facilitando a permanência de pessoas dependentes e com incapacidades no seu domicílio e no seu meio familiar e social, disponibilizando um banco de equipamentos adaptativos, apostando em procedimentos de reciclagem e reutilização de equipamentos adquiridos ou doados ao projeto, contribuindo, desta forma, para a preservação do ambiente. É através desta vertente ambiental, que numa parceria com o artista plástico vimaranense Pedro Guimarães, nos espera uma obra de arte elaborada com os equipamentos sem utilidade.

Mas Infantas tem sonhos, tem projetos. Trabalhamos hoje na continuação da melhoria da rede viária, com alargamento do serviço de água publica e saneamento. Na melhoria das respostas sociais, principalmente com novas valências e na construção do parque de lazer, com um parque infantil, continuando com a dinamização de atividades culturais e desportivas.

0 Comentários

Envie uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

©2019 MAIS GUIMARÃES - Super8

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?